Sábado, 23 de Março de 2019

Política


07/12/2016 - 00:00

Bruna Furlan rebate críticas de Bolsonaro

Ela defendeu Lei da Migração, após deputado dizer que Brasil vai virar casa da Mãe Joana
Por Erica Celestini
Osasco

Bruna Furlan rebate Bolsonaro

Bruna Furlan rebate Bolsonaro (Foto: Divulgação)
Aprovada em plenário da Câmara dos Deputados na noite desta terça-feira, 6, a Lei da Migração, que revoga o Estatuto do Estrangeiro de 1980, período da ditadura militar, colocou frente a frente a deputada Bruna Furlan, que tem reduto eleitoral em Barueri, e o deputado Jair Bolsonaro, durante a votação. Bruna presidiu uma comissão especial da Câmara que analisou o projeto, vindo do Senado, e foi uma das principais defensoras da proposta, que  favorece a regularização de estrangeiros e garante a acolhida aos refugiados, que hoje somam mais de 9 mil residentes no Brasil.  Para Bolsonaro, a lei vai transformar o Brasil na “casa da Mãe Joana”. "Vocês estão escancarando as portas do Brasil para tudo quanto é tipo de gente. A Angela Merkel, atrás de um quarto mandato, acabou de endurecer a sua legislação sobre imigrantes, porque acabou de ser assassinada uma menina, depois de ser estuprada, que comoveu a Alemanha. O comportamento deles, a sua cultura, é completamente diferente da nossa. Nós não podemos, nesse momento de crise mundial, escancarar as portas do Brasil para tudo quanto é tipo de gente. Isso vai virar a casa da mãe Joana. Esse País é nosso, não é de todo mundo", disparou o Bolsonaro. Já Bruna disse que não só ele, mas toda a chamada “bancada da segurança”, contrária à proposta , queria tirar os direitos dos imigrantes. "É uma lei de caráter humanitário. Vamos produzir uma agenda positiva neste Parlamento", afirmou ela, durante a votação. O projeto agora volta à avaliação dos Senadores, já que  Câmara fez modificações ao texto.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style