Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017

Política


06/03/2017 - 00:00

Decisão de Lindoso pega Mesa de surpresa

Ni da Pizzaria diz que vereadores não foram consultados sobre devolução do projeto da CMTO
Por Leonardo Abrantes
Osasco

Ni da Pizzaria

Ni da Pizzaria (Foto: Renato Silvestre)
(política@webdiario.com.br)

A decisão do vereador Lindoso (PSDB), presidente da Câmara de Osasco, de devolver à prefeitura o projeto de lei que autoriza a extinção da Companhia Municipal de Transportes de Osasco (CMTO) não foi bem vista pelos membros da Mesa Diretora da Casa. Ni da Pizzaria (PTN), 3º secretário, criticou a postura do tucano. Segundo ele, Lindoso não consultou ninguém antes de devolver a proposta. “A gente, que faz parte da Mesa, não ficou sabendo. Pra mim, foi uma surpresa. Quando se monta a Mesa, precisa ter diálogo.

Sei que o regime é presidencialista, que ele tem autoridade de fazer, mas quando se compõe uma Mesa, acho que todas as decisões precisam ser tomadas em conjunto”, reclamou o petenista. Ni diz temer que a postura de Lindoso resulte em isolamento do presidente. “Se a gente tiver uma boa conversa e começarmos a tomar as decisões juntos, não haverá isolamento. Agora, se ele começar a tomar as decisões sozinho, ele vai acabar se isolando”, previu. Lindoso, por sua vez, alega ter conversado com os vereadores. “Eu falei com o líder do governo [Ribamar Silva] e falei sim [com a Mesa], mas talvez ele [Ni] não lembre, porque são muitas coisas, muitos assuntos.

Talvez eu não tenha dado a ênfase necessária e pode ter passado e ele não lembrou. Falei que o projeto está nas redes sociais. Vocês, inclusive, fizeram matéria. Mas é muita coisa e são muitas preocupações pra gente. Não o condeno, porque pode até ter sido uma falha minha. Da próxima vez falo com mais ênfase. Vou ser mais enfático”, afirmou o presidente.

Citado por Lindoso, Ribamar também contestou a informação do tucano. O líder do governo na Câmara diz ter sido informado apenas sobre a entrada do projeto na Casa e não sobre a devolução à prefeitura. “Sobre devolver o projeto para a prefeitura, em nenhum momento foi falado comigo. Até estranhei, porque alguns repórteres me ligaram e eu não tinha o que responder.

Fui falar com ele e ele disse que tinha devolvido, porque precisava de algumas explicações. Mas não comunicou a Casa nem a Mesa Diretoria da Câmara. Ele devolveu o projeto e não mostrou para nenhum vereador. O jurídico fez alguns apontamentos, mas ele não mostrou para a Mesa”, disse Ribamar, que não vê motivos para devolução da matéria.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style