Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017

Política


10/04/2017 - 00:00 - Atualizado em 10/04/2017 - 00:00

Bruna rebate boatos sobre Lei de Migração

Segundo ela, comentários de má-fé alegam que a medida abrirá a fronteira do país para terroristas ou traficantes
Por Da redação
Nacional


A deputada federal Bruna Furlan (PSDB) respondeu a boatos gerados em torno da Lei de Migração que tramita no Senado Federal. Segundo ela, comentários de má-fé alegam que a medida abrirá a fronteira do país para terroristas ou traficantes. Outros acreditam que exércitos terroristas e narcotraficantes “travestidos de indígenas”, violariam as fronteiras. Por mais de um ano, Bruna presidiu a Comissão Especial da Lei de Migração na Câmara dos Deputados, recebendo documento com mais de 10 mil assinaturas em apoio. “É lamentável, mas pessoas que, claramente, sequer leram o conteúdo do projeto estão espalhando interpretações falsas sobre o texto da lei nas redes sociais”, alertou.

A deputada classificou os comentários como “puro terrorismo intelectual” e uma tentativa de confundir a opinião pública. “A nova Lei de Migração foi construída pela sociedade brasileira não para perseguir ou isolar o nosso país, mas para acolher pessoas que querem fazer o bem. Pessoas que querem investir, trabalhar, estudar e até mesmo compartilhar conhecimentos que ajudem o Brasil”, defendeu. A parlamentar pediu para que entidades e pessoas ligadas ao tema se atenham para combater esse tipo de informação. “Sou a favor do bom debate e de críticas construtivas. Mas não posso permitir que inverdades contaminem este bonito trabalho realizado”, finalizou. 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style