Segunda-Feira, 21 de Agosto de 2017

Esportes


20/04/2017 - 00:00

Indefinição sobre Diniz atrapalha Audax

Time ainda não tem técnico e nem elenco para Série D
Por Leonardo Abrantes
Osasco

Diniz

Diniz (Foto: Luciano Benazzi)
(esportes@webdiario.com.br)

Rebaixado no Campeonato Paulista, o Audax pode terminar a temporada sorrindo. Isso porque o time disputará a Série D do Campeonato Brasileiro e vê na competição uma chance de se firmar no cenário nacional. Se terminar entre os quatro melhores, consegue uma vaga na terceira divisão nacional de 2018. Mas para isso, o Audax precisa, primeiro, de um elenco capaz de fazer bonito dentro de campo, o que só vai acontecer quando o time definir a situação do técnico Fernando Diniz. Diretor de futebol do Audax, Nei Teixeira admitiu que a indefinição sobre o futuro do treinador atrapalha o planejamento da equipe. O Audax estreia na Série D no próximo dia 21 de maio, diante do Itumbiara (GO). “Sempre atrapalha. Em qualquer esporte, sair na frente e ter mais tempo para realizar seus treinamentos, te faz ganhar em qualidade lá na frente. Isso é óbvio. Mas a gente tem que entender que estamos em um momento de reestruturação e vamos ter que sofrer com isso. Ainda tem um tempo razoável para se montar um elenco, mas, sem dúvida, a gente vai acabar perdendo um prazo que vai atrapalhar o nosso trabalho”, lamentou. Como diretor, Nei é o responsável por ir ao mercado em busca de reforços. No entanto, a indicação dos atletas por parte do treinador é fundamental. Apesar disso, já é certo que o time que disputará a Série D será composto por diversos jogadores revelados na base dos times de Osasco. “Temos uma gama muito grande de bons atletas. Alguns jogadores foram bem na Série A-3 com o GEO e na base temos bons jogadores, como o Bruno Guimarães, o Matheus Vargas, o Azevedo e o Marcos Vinicius. Com os atletas da base, temos a possibilidade de montar um bom elenco e complementar com jogadores mais experientes para fazermos uma boa competição”, disse ele.Em 2018, Audax disputará a Série D pela segunda vez. No ano passado, o time de Osasco não deu atenção à competição e acabou eliminado na primeira fase. A diferença é que, naquela ocasião, tinha garantida a participação na edição deste ano. Com o rebaixamento no Paulistão – é a campanha no estadual que define os participantes da quarta divisão nacional – a única garantia do Audax de disputar o Brasileiro em 2018 é conseguir o acesso à Série C neste ano. Por isso, Nei promete foco total na competição. “É uma oportunidade única, porque a gente já não tem a garantia de disputar a Série D em 2018. Vai ser muito mais difícil esse caminho de voltar a uma competição nacional. A gente caiu, mas não é por causa disso que o mundo acabou e vamos entrar em desespero. A gente tem uma chance de, no mesmo ano, conseguir um acesso no cenário nacional. Eu apostaria de uma forma efetiva para que a gente conseguisse isso o mais rápido possível e o mais rápido é agora, em 2017”, finalizou. 
 
 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style