Quarta-Feira, 26 de Julho de 2017

Cotidiano


12/05/2017 - 00:00 - Atualizado em 12/05/2017 - 00:00

Lojistas estimam queda de 8% no faturamento do Dia das Mães

Após quatro anos de queda nas vendas ou de desempenho muito fraco no Dia das Mães, os lojistas seguem pessimistas neste ano
Por Da redação
Região

(cotidiano@webdiario.com.br)

Após quatro anos de queda nas vendas ou de desempenho muito fraco no Dia das Mães, os lojistas seguem pessimistas com a data neste ano. De acordo com a sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP),  com 100 lojistas da cidade de São Paulo nos dias 8 e 9 de maio, a maioria acredita que a data será pior do que no ano passado, com perdas de 8% no faturamento. Já a federação tem uma expectativa diferente, de alta de 5% no faturamento, em todo o Estado, para o mês de maio. Mas também não relacionada essa projeção a um aumento expressivo puxado pelo  Dia das Mães.  “A possibilidade de uma performance positiva se deve a uma combinação de fatores específicos que estão marcando o atual processo de normalização do ritmo da atividade varejista”, analisa da federação. Na comparação com a sondagem de 2016, os lojistas esperam pelo aumento das vendas à vista, passando dos 34%, em 2016,  para 38% neste ano, diante da pouca propensão das famílias em se endividar e, também,  do risco de se expandir crédito. Já  nas vendas a prazo, a expectativa é que a maioria utilize o cartão de crédito, alcançando os 60%, ante os 62% do ano passado. Apesar de pessimistas com a data, os empresários estão mais dispostos a fazer promoções - 41% deles terão algum tipo de oferta, que normalmente é um desconto. 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style