Quarta-Feira, 26 de Julho de 2017

Cotidiano


16/05/2017 - 00:00 - Atualizado em 16/05/2017 - 00:00

Metalúrgicos da região reforçam atos contra reforma em Brasília

A ação será feita por meio de visitas aos gabinetes. Já no dia 24, o protesto será com um marcha de trabalhadores
Por Da redação
Região

Os metalúrgicos de Osasco e região engrossam, nesta quarta-feira, protestos organizados por diversas categorias de trabalho, em Brasília

Os metalúrgicos de Osasco e região engrossam, nesta quarta-feira, protestos organizados por diversas categorias de trabalho, em Brasília (Foto: Luciano Benazzi)
(cotidiano@webdiario.com.br)

Os metalúrgicos de Osasco e região engrossam, nesta quarta-feira, protestos organizados por diversas categorias de trabalho, em Brasília, para pressionar deputados e senadores para que não aprovem as propostas de reforma trabalhista e da previdência, em tramitação no Congresso. Eles farão  reformas trabalhista e da Previdência. A ação será feita por meio de visitas aos gabinetes. Já na próxima quarta-feira, dia 24, o protesto será feito de outra forma: com um marcha de trabalhadores, também em Brasília. São esperadas caravanas de trabalhadores de todo o país, incluindo da região, para o ato. As centrais sindicais também pretendem realizar um acampamento na Esplanada dos Ministérios, a partir desta semana, o Ocupa Brasília. Além disso, não está descartada a realização de mais uma greve geral em todo o país, a exemplo do que aconteceu no último dia 28 de abril e que, nas cidades da região Metropolitana, deixou a população sem transporte público, devido à adesão de motoristas de ônibus, ferroviários e metroviários.  De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos, a pressão dos deputados, nesse momento, “é fundamental”. Bastidores indicam que 225 deputados são contra a reforma da Previdência. Outros 145 não sabem e 58 estão indecisos. Já 82 são favoráveis. 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style