Quarta-Feira, 26 de Julho de 2017

Cultura


03/07/2017 - 00:00 - Atualizado em 03/07/2017 - 00:00

"Vestido de Noiva" e "A Farsa da Boa Preguiça" estão na 23ª Mostra de Artes de Itapevi

Apresentações acontecem até o próximo domingo, dia 9, e são gratuitas
Por Da redação
Itapevi

Apresentações acontecem até o próximo domingo, dia 9. Entrada gratuita

Apresentações acontecem até o próximo domingo, dia 9. Entrada gratuita (Foto: Divulgação)
Até o próximo domingo, dia 9, acontece, em Itapevi, a “23ª Mostra de Teatro”. As apresentações serão realizadas na Escola Municipal Livre de Teatro, na avenida Luiz Manfrinato, 194, no 2º andar, Centro. A entrada é gratuita.
 
Confira a programação completa
 
6 de Julho, quinta-feira, às 19h
“Mamolengo do Ariano”

Textos: Ariano Suassuna
Direção: Janaína Alves / Classificação: Livre
Sinopse: Seria a vida um grande mamolengo? Aqui juntamos os trechos mais tragicômicos e inenarráveis de Suassuna, para que se deliciem com sua maravilhosa obra. Vem!!! Vem pro Mamolengo do Ariano!
 
7 de Julho, sexta-feira, às 19h
“A Farsa da Boa Preguiça”

Texto: Ariano Suassuna
Direção: Hélton Lima / Classificação: Livre
Sinopse: A Farsa conta a história do poeta popular Joaquim Simão e sua mulher, Nevinha. O rico Aderaldo, apaixonado por Nevinha, tenta conquistá-la com a ajuda da diaba Andreza. Clarabela, mulher de Aderaldo, está por sua vez apaixonada por Simão, que acaba cedendo à tentação. Em meio a peripécias e confusões descobriremos o que acontecerá com Joaquim Simão. Será que será passado para trás por Aderaldo Catacão?
 
8 de Julho, sábado, às 19h
“Na minha escuridão há poesia”

Texto: Criação Colaborativa
Direção: Hélton Lima / Classificação: 14 anos
Sinopse: Em meio a dramas vividos por diferentes mulheres, encontram-se poesias e silêncios, em meio a agressões vividas diariamente pelas personagens, em uma história não linear, o experimento apresenta diversos dramas sociais vividos por mulheres que conseguem encontrar em seu dilema, forças e esperança.
 
9 de Julho, domingo, às 19h
“Vestido de Noiva”

Texto: Nelson Rodrigues / Classificação: 12 anos
Direção: Cléber Monteiro
Sinopse: Aderindo ao desejo de “contar uma história, sem lhe dar uma ordem cronológica”, Nelson escreve sua segunda peça, a qual veio se tornar um marco na história da dramaturgia nacional e revolucionar o teatro brasileiro. Uma peça feita num processo de ações simultâneas, em tempos diferentes. Se o tempo é outro, a organização do espaço se somará a ele na criação de uma cena teatral diversa, caótica e por vezes grotesca. A peça configura uma crítica cáustica a pequena burguesia carioca, nessa maneira, velada de ação, está o êxito do teatro de Nelson Rodrigues: Agradar a sua plateia, ao mesmo tempo em que a insulta.
 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style