Sexta-Feira, 22 de Setembro de 2017

Polícia

12/07/2017 - 00:00 - Atualizado em 12/07/2017 - 00:00

Bando rouba R$1,5 milhão de bancos no Estado

Por Erica Celestini e Maranhão
Osasco

 Assalto a Santander no Jaguaribe deu início às investigações. Cinco foram presos e dois suspeitos estão sendo procurados

Assalto a Santander no Jaguaribe deu início às investigações. Cinco foram presos e dois suspeitos estão sendo procurados (Foto: Divulgação)
(policia@webdiario.com.br)

A Polícia Civil de Osasco prossegue com as investigações sobre a quadrilha especializada em assaltos a agências do Banco Santander. Após identificar cinco membros – dos quais 3 já estavam detidos, por outros crimes – e prender dois, na Zona Leste de São Paulo, as equipes do  Sig (Setor de Investigações Gerais) da Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes) agora buscam identificar outros dois suspeitos. 

As investigações foram iniciadas após um assalto a uma agência, em 8 de maio, na avenida Antônio C. Costa, no Jaguaribe, na Zona Sul de Osasco. Foi um assalto violento, nos qual eles renderam seguranças, clientes e fizeram muitas ameaças, inclusive apontando as armas para as cabeças dos reféns. “A partir daí, conseguimos identificar que era uma quadrilha organizada e que agia em todo o Estado. Estimamos que eles tenham levado mais de R$1,5 milhão nesses assaltos”, explica o delegado Igor Alves Guedes de Oliveira, assistente da Dise e que comandou as investigações. Foram oito roubos em Osasco, Grande São Paulo e cidades do Interior, todos com o mesmo tipo de ação.

Segundo o delegado, também foi descoberto, durante as investigações, um plano, já em andamento, para novo roubo à agência do Santander em Osasco. “No monitoramento dessas organizações, ouvimos que eles já estavam todos estruturados para essa nova investida, mas conseguimos prendê-los antes”, destaca. Com os dois suspeitos foram apreendidos ainda 5 quilos de drogas – entre maconha e ecstasy – e uma submetralhadora .  Com isso, eles vão responder por crime de tráfico e porte de armamento restrito.  Os outros três identificados estavam detidos, em CDPs do Estado, por crimes de assalto a comércio e tráfico. Eles foram indiciados pelo roubo da agência em Osasco.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style