Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017

Esportes


01/08/2017 - 00:00 - Atualizado em 01/08/2017 - 00:00

Por vitória, técnico do Audax recorre até a churrasco

Equipe contou com um "churrasco training"
Por Leonardo Abrantes
Barueri

(esportes@webdiario.com.br)

Se Vanderlei Luxemburgo consagrou o “pijama training” e, mais recentemente, o “cerveja training”, Máercio Zeferino, treinador do Audax recorreu, ontem, ao “churrasco training”. Mesmo com a sequência de 17 jogos seguidos sem vitórias na temporada, 5 deles pela Copa Paulista, os jogadores participaram de uma confraternização. O treinador acredita que o momento de lazer pode ajudar a tirar o time da pior fase de sua história.

Nos últimos jogos, o Audax tem se comportado bem dentro de campo. Apesar disso, a vitória ainda não veio. Antes da partida contra o Taboão da Serra, Máercio prometeu um churrasco em caso de vitória. E mesmo com o empate por 1 a 1, manteve a palavra. Tudo porque, segundo ele, seus atletas têm se doado em campo. “Não podemos jogar a culpa em ninguém, pelo contrário. O ambiente é legal. Eles estão tentando, estão lutando, treinando finalização, mas a bola não está entrando. A bola pune e está punindo a gente, que não fez nada de errado”, afirmou. Questionado sobre os fatores que têm impedido a vitória, Maércio culpou a “falta de sorte”.

“O ambiente está legal. O pagamento está em dia. Os jogadores estão se dedicando. A equipe tem que acreditar em Deus, continuar trabalhando e uma hora a sorte vai mudar, porque estamos jogando direitinho”, disse. “Todos os treinadores falam que o nosso time é o melhor do campeonato, mas estamos em 6º numa chave de sete equipes. Só que não adianta se abater. Tem que ter calma e saber que tem que trabalhar ainda mais”, completou. Sobre o churrasco, o treinador disse querer criar um ambiente familiar. Para ele, o bom ambiente é um das fórmulas para o time voltar a vencer, nem que seja “com um gol de mão”. “Falo para eles que qualquer tonto consegue montar um time de futebol, mas montar um time família, com respeito, é difícil. Nosso time tem criado muito. Agora quero que crie menos,  mas que ganhe o jogo de meio a zero ou com gol de mão. Não é justo, porque a gente está trabalhando pra caramba”, finalizou.   

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style