Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017

Política


30/08/2017 - 00:00 - Atualizado em 30/08/2017 - 00:00

"Prefeito deveria receber adicional de periculosidade", diz Márcio França

Frase do vice-governador faz referência à dificuldade gerada pela queda na arrecadação e incômodos sofridos mesmo após término do mandato
Por Maximiliano Soriani
Barueri

'O prefeito de hoje é quase um herói e deveria receber adicional de periculosidade", diz vice-governador em evento em Barueri

'O prefeito de hoje é quase um herói e deveria receber adicional de periculosidade", diz vice-governador em evento em Barueri (Foto: Erica Celetini)
(maximiliano@ webdiario.com.br)
 
Em visita a Barueri para o Fórum de Gestão Municipal de Impacto, promovido pelo consórcio Cioeste, o vice-governador Márcio França (PSB) exaltou o papel administrativos dos prefeitos em relação às dificuldades econômicas e problemas de arrecadação.
 
“O prefeito de hoje é quase um herói. Deveriam receber adicional de periculosidade. Fui prefeito há 20 anos, de São Vicente, e até hoje recebo oficial de Justiça. Você sai da prefeitura, mas a prefeitura não sai de você”, disse.
 
O vice governador lembrou os transtornos causados pela queda do ICMS. "Mas hoje respiramos um semestre melhor, a previsão de crescimento chega até a 4%", comentou. A respeito da união das prefeituras, como é o caso do Cioeste, França destacou a necessidade de união entre as prefeituras. "Esses conglomerados precisam de autonomia para se manterem fortes", defendeu. 
 
França foi o responsável pela abertura do evento que ocorre hoje e reúne cerca de 30 prefeitos.  Dentre os participantes dos painéis programados estaria o prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), que desistiu na última hora e mandou um representante.
 
Sem citar nomes diretamente, o vice-governador de São Paulo também criticou a postura do poder judiciário diante da classe política. A alfinetada foi disparada na abertura do Fórum Municipal de Impacto, promovido pelo Cioeste, na tarde desta quarta-feira, em Barueri.
 
Ao enaltecer o trabalho de prefeitos e governadores, ele afirmou que "autoridade é aquele q foi eleito". E foi além. "É aquele que teve disposição para disputar o voto e que colocou a cara para apanhar. No Brasil, isso se confunde com autoridade delegada. Deputados federais, governador, parece que está tudo abaixo dos outros no Superior Tribunal Federal. Se a gente tira o poder de quem foi eleito, tira o poder do povo", afirmou. Tenho orgulho de ser político e de fazer política", completou, treinando em tom bem humorado: é hashtag cadamacaconoseugalho.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style