Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017

Polícia

31/08/2017 - 00:00 - Atualizado em 31/08/2017 - 16:16

Ciclista morre após ser atropelado e arrastado por 5 km

Acidente aconteceu na avenida Nações Unidas, em Osasco, e vítima só conseguiu se soltar do carro próximo ao Cebolão, no acesso à marginal Tietê, mas não resistiu aos ferimentos. Polícia agora procura o motorista do carro, que fugiu
Por Da redação
Osasco

Caso aconteceu na avenida Nações Unidas

Caso aconteceu na avenida Nações Unidas (Foto: Reprodução/G1)
Um ciclista morreu após ser atropelado e arrastado, por cerca de 5 quilômetros, em Osasco. A vítima, Gilmar Barbosa da Mata, que completaria 46 anos nesta sexta-feira, dia 1º, foi atingida quando pedalava pela avenida Nações Unidas, na noite de quarta-feira.
 
Com a colisão, ele ainda se segurou ao capô do carro, mas foi arrastado por 5 quilômetros até próximo à região do Cebolão, no acesso à Marginal Tietê. Barbosa chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
 
O motorista fugiu sem prestar socorro. Um funcionário de um posto de gasolina disse que viu o momento em que o veículo passou pela avenida com a vítima agarrada ao capô de um veículo Renault Clio preto. Imagens registradas pelas câmeras desse posto irão ajudar a polícia nas investigações.
 
Pouco antes de morrer, Barbosa foi fotografado pelo amigo Lusimar Rodrigues, na Marginal Pinheiros. A imagem foi feita com o celular. Lusimar afirmou que o Gilmar empurrava a bicicleta no momento do atropelamento e que ele não teria morrido caso o motorista tivesse parado para prestar socorro.
 
O caso foi registrado como homicídio doloso consumado, quando há intenção de matar. O motorista ainda está foragido.
 
Barbosa trabalhava como pintor e era a primeira vez que usava a bicicleta para ir e voltar do trabalho. Ele nasceu em Boquira, na Bahia, e morava no Jardim Aliança, em Osasco.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style