Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017

Política


12/09/2017 - 18:37

Deputados afirmam que Sabesp passa por "privatização"

Valmir Prascidelli e Marcos Martins alertam para a reorganização societária da estatal e acreditam que objetivo única agora será apenar gerar lucro
Por Redação
Osasco

Valmir Prascidelli

Valmir Prascidelli (Foto: Luciano Benazzi)
Na semana passada, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou a proposta do governador Geraldo Alckmin (PSDB) de reorganização societária da Sabesp, responsável pelo tratamento de água e esgoto no estado. Porém, a inclusão de uma nova empresa na administração da empresa é vista como modelo de privatização pelos deputados petistas de Osasco, Valmir Prascidelli (federal) e Marcos Martins (estadual).

“A empresa pública que deveria ser responsável pelo tratamento do esgoto, por promover obras de saneamento e cuidar das nossas reservas aquíferas (e de conhecimento de todos que a Sabesp faz muito pouco e com ineficiência por má administração), estará nas mãos de poucos que visam apenas gerar lucro pelo lucro. Se já estava caro consumir água imagine quando o único objetivo da Sabesp for um negócio?”, questiona Prascidelli.

Por outro lado, a proposta já era alvo de críticas do deputado estadual Marcos Martins que acusava a proposta de ser uma “privatização disfarçada”. “Hoje, os investidores nacionais e internacionais detêm 49% das ações da empresa e, além de problemas de gestão, é justamente o repasse de recursos para estes acionistas que tem inviabilizado os investimentos necessários. Como querem que a população acredite que os lucros serão revertidos em melhorias agora que a iniciativa privada irá administrar a companhia integralmente?”, argumenta o petista. 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style