Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017

Esportes


10/10/2017 - 21:27

'Eu não me acho o melhor, mas estou entre os melhores'

Frase é do goleiro do Oeste, Rodolfo, e foi uma das primeiras declarações em público após ser preso acusado de injúria racial
Por Leonardo Abrantes
Osasco

Rodolfo

Rodolfo (Foto: Luciano Benazzi)
(esportes@webdiario.com.br)

A partida contra o Guarani foi a primeira do goleiro Rodolfo, do Oeste, após ser preso acusado de injúria racial pelo zagueiro Messias, do América (MG). O confronto contra os mineiros deixou sequelas em sua carreira. Diante do Bugre, a cada toque na bola, o camisa 1 era chamado de “racista” pela torcida adversária.

Mas nem a prisão nem o rótulo que recebeu, injustamente, segundo ele, o abalaram. Em mais uma atuação segura, Rodolfo saiu de campo sem ser vazado, o que o coloca, na visão do próprio, entre os melhores da competição. Após a partida contra o Guarani, Rodolfo falou sobre a confusão com Messias.

Assim como fez quando prestou depoimento em Minas Gerais, o goleiro negou as acusações. “Não fiz nada, então não preciso nem pedir desculpas. Na minha opinião, o que ele fez foi imperdoável, uma palhaçada. Eu tive várias testemunhas, enquanto ele só levou uma. Nenhuma câmera me pegou falando algo, porque realmente não tinha nada. Pra mim já passou. Vou responder sim. Vou conseguir provar que não fiz aquela palhaçada. Isso não vai me afetar”, garantiu.

Questionado se os gritos de “racista”, vindos da torcida do Guarani, o ofenderam, Rodolfo admitiu tristeza com a situação, mas prometeu não se abalar para continuar ajudando o Oeste. “Ofender, ofende. Fico triste, mas entra por um ouvido e sai pelo outro. Tenho que pensar em ajudar o Oeste porque estamos em uma fase brilhante. O que vem de fora do campo a gente não pode dar muita bola”, afirmou.

Um dos goleiros menos vazados da Série B do Campeonato Brasileiro, com média de 0,74 gol sofrido por jogo, Rodolfo já faz planos para o ano que vem. Embora não se considere o melhor goleiro da competição, o camisa 1 se coloca entre os melhores e já faz planos para o ano que vem. Dentre eles, disputar a Série A. Rodolfo está emprestado ao Oeste pelo Atlético-PR.

“Não acho que sou o melhor goleiro, mas estou entre os melhores. Tenho que focar no meu trabalho cada vez mais. O Oeste me abriu as portas e me deu uma oportunidade deslumbrante. Oportunidade que não tive no Atlético-PR. Estou conseguindo desempenhar bem o meu papel. Meu futuro está escrito. Vou continuar trabalhando firme e forte para continuar nessa batida. Me vejo na Série A. Pode ser com o Oeste ou outro time, mas me vejo na Série A, sim. Com o campeonato que estou fazendo, vou ter a oportunidade de disputar a Série A no ano que vem”, apostou. 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style