Domingo, 19 de Novembro de 2017

Animais


13/11/2017 - 00:00 - Atualizado em 13/11/2017 - 00:00

Para combater o preconceito, gata vive clássicos infantis

Ela está em Ághata Borralheira, Ághata de Botas, Luvinhas e Echarpe brancas e em Ághata no País das Maravilhas
Por Graciela Zabotto
Região

(gracielazabotto@webdiario.com.br)
 
Uma gatinha muito simpática e encantadora é a personagem principal do livro Ághata Borralheira e Amigos, de Fátima ChuEcco, lançado no segundo semestre deste ano. Jornalista atuante nas causas animais, ela aborda na obra o preconceito contra os cães e gatos pretos.
 
“Eles são os mais abandonados e os que mais tempo ficam morando em abrigo. Alguns passam a vida toda. Como a minha gatinha é muito sociável e adora tirar foto pensei em uma forma de criar um personagem que também povoasse as histórias infantis”.
 
De uma maneira muito divertida, a felina está nas histórias Ághata Borralheira, Ághata de Botas, Luvinhas e Echarpe brancas e em Ághata no País das Maravilhas – nessa última, os cães Átila e Felipe, da Ong Bendita Adoção, de Osasco, são seus companheiros de aventura.
 
“O objetivo do livro é combater o preconceito contra os animais de cor preta, por isso introduzir nas histórias infantis um personagem na pele de uma gatinha preta. Outra intenção é incentivar o amor, a inclusão e o respeito por meio de histórias verídicas de superação”, disse Fátima.
 
No livro,  Ághata Borralheira ainda ensina o leitor a fazer uma deliciosa e suculenta abóbora recheada. A obra é uma edição independente e está à venda apenas pelo facebook.com/aghataborralheirabook.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style