Domingo, 19 de Novembro de 2017

Cotidiano


13/11/2017 - 00:00 - Atualizado em 13/11/2017 - 00:00

"Remédios estão garantido por 16 meses", diz Lins

Segundo prefeito, foram concluídas duas licitações para compra de medicamentos e insumos para a rede de saúde. Entrega acontece em até 30 dias
Por Erica Celestini
Osasco

"Remédios na rede de Saúde estão garantido por 16 meses", diz Lins

"Remédios na rede de Saúde estão garantido por 16 meses", diz Lins (Foto: Luciano Benazzi)
(cotidiano@webdiario.com.br)

O abastecimento de remédios, na rede municipal de Saúde de Osasco, está garantido pelos próximos 16 meses. Segundo o prefeito Rogério Lins, isso foi possível porque foram concluídas, na última semana, duas licitações para compra de remédios, o que deve assegurar a distribuição, à rede, por esse período. Além dos medicamentos que são usados nas UBS, Pronto Socorros e UPAs, elas também envolvem insumos para diabéticos, como fitas para realização de exames de Dextro. Os produtos devem chegar em até 30 dias, prazo máximo previsto pelas licitações para o fornecimento por parte das empresas vencedoras.

“O atendimento estava acontecendo, e a gente não tem problema nenhum em reconhecer isso, de forma precária, porque a gente não tinha o trâmite correto. Quando assumimos, não havia licitação em andamento. E isso leva tempo. Agora, a gente tem tranquilidade por 16 meses”, afirmou, durante entrevista, após a entrega a Cemeief Maria José, na Vila Simões, na última sexta-feira. Ainda segundo o prefeito, a compra a longo prazo permite o início de um trabalho de planejamento na rede de saúde. “Agora, não precisaremos ficar apenas cuidando dessas coisas emergenciais, como medicamentos e insumos, e sim investir de fato no atendimento primário e as especialidades, que é a nossa meta”, completou Lins, referindo aos atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nas policlínicas.

Também no setor de medicamentos da rede, Lins já havia anunciado que vai unificar, até o final deste ano, em um prédio na avenida João Batista, no Centro de Osasco, os serviços das três farmácias de distribuição de remédios da rede: a da Policlínica da Zona Norte, onde é feita a entrega dos medicamentos de alto custo; a do CAPS, que entrega os controlados, e a da Policlínica da Zona Sul, onde é feita a dispensação de  medicamentos de uso contínuo. A previsão é de que a nova unidade comece a funcionar em dezembro. O processo de aluguel do prédio está em fase final.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style