Domingo, 19 de Novembro de 2017

Política


13/11/2017 - 00:00 - Atualizado em 13/11/2017 - 00:00

PT repudia pregação à morte de Lula pela revista IstoÉ

Jornalista publicou artigo intitulado "Lula deve morrer". Para Emidio de Souza, Executiva Nacional do PT, revista ultrapassou os limites ao pregar incitação ao crime
Por Leonardo Abrantes
Região

Para Emidio de Souza, revista ultrapassou todos os limites ao pregar incitação ao crime

Para Emidio de Souza, revista ultrapassou todos os limites ao pregar incitação ao crime (Foto: Luciano Benazzi)
(política@webdiario.com.br)

A Executiva Nacional do PT promete ir à Justiça contra o jornalista Mario Vitor Rodrigues e a revista IstoÉ, por causa do artigo “Lula deve morrer”, publicado na última sexta-feira, 10. A informação consta em nota oficial divulgada pela Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores, publicada por Emidio de Souza, secretário nacional de Finanças e Planejamento, em seu perfil no Facebook.

Para o partido, a revista “ultrapassou todos os limites” ao incitar a prática de crime. Em seu artigo, Mario Vitor fala sobre o mito que, segundo ele, envolve o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). E sugere a morte do petista.

“Pelo bem do País, Lula deve morrer. Eis uma verdade incontestável. Digo, se Luiz Inácio ainda é encarado por boa parte da sociedade como o prócer a ser seguido, se continua sendo capaz de liderar pesquisas e inspirar militantes Brasil afora, então Lula precisa morrer”, diz um trecho do artigo. Em outro, o autor deixa claro se tratar de uma morte política, mas a direção petista discorda. “Bom mesmo será ter a chance de ver Lula sucumbir politicamente”, escreveu o jornalista.

Já a nota da executiva do PT, da qual Emidio, ex-prefeito de Osasco, faz parte, não poupa críticas ao que consideram uma incitação ao crime. Os dirigentes petistas classificaram o artigo de lixo propagandístico.

“A revista IstoÉ ultrapassou todos os limites da venalidade e do jornalismo marrom que pratica, ao publicar, esta semana, artigo intitulado “ Lula deve morrer”. O conteúdo do artigo é mais do mesmo lixo propagandístico contra o ex-presidente Lula – calunioso, mentiroso e difamatório – que esta revista habitualmente publica. O título, porém, é tipicamente uma incitação ao crime, conforme previsto no artigo 286 do Código Penal Brasileiro”.

O partido promete ir à Justiça contra o autor do artigo classificado como “medíocre” pelos comandantes do PT nacional e contra a revista. “A Justiça será acionada para medidas cabíveis contra o medíocre autor do artigo e contra a revista que lhe deu guarida no ato criminoso”, garante os dirigentes. Para os petistas, o artigo é uma prova que os setores da direita querem impedir o retorno de Lula à presidência da República.

“Este episódio demonstra até que ponto a direita e a elite estão dispostos a chegar para impedir o retorno de Lula à presidência da República pelo voto do povo brasileiro”, conclui o partido. 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style