Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Cotidiano


29/11/2017 - 00:00 - Atualizado em 29/11/2017 - 00:00

Região volta gerar empregos

Após 3 mil cortes em setembro, mercado abriu 535 vagas em outubro. Osasco foi a única cidade com saldo negativo durante o mês passado. Comércio, indústria e serviços estão em alta
Por Da redação
Região

(cotidiano@webdiario.com.br)

O mercado de trabalho voltou a gerar empregos com carteira assinada na região Oeste. Foram 535 vagas abertas durante o mês passado. Ainda assim, saldo insuficiente para cobrir os 3 mil cortes de setembro.  No ano, o saldo está negativo em 7,5 mil vagas. E, nos últimos 12 meses, o acumulado é de 13,2 mil cortes. Os dados são do Ministério do Trabalho e Emprego, que divulgou, esta semana, os números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Na região, a única cidade com saldo negativo, em outubro, foi Osasco, com 618 postos fechados. Já quem liderou a geração de empregos foi Cotia, com 570, seguida por Parnaíba, com 293 e Itapevi, com 132. Houve ainda abertura de 110 postos em Barueri, 42 em Carapicuíba e 6 em Pirapora do Bom Jesus. No acumulado do ano, Osasco também lidera os cortes, com 4,2 mil. Em Barueri, foram outros 2,2 mil e, em Itapevi, 1,8 mil.

A região também soma 201 cortes em Parnaíba e 25 em Pirapora do Bom Jesus. Por outro lado, duas cidades estão com saldo positivo: Cotia, com 631 vagas geradas entre janeiro e outubro; e Carapicuíba, com 354. Em todo o País, o saldo de empregos formais  atingiu o melhor resultado deste ano, com a abertura de 76.599 novas vagas no mês de outubro. Este foi o oitavo saldo positivo de 2017 e o sétimo consecutivo no ano. Também foi o melhor resultado do mês de outubro desde 2013, quando o Caged registrou saldo de 94,8 mil empregos. O crescimento foi puxado por três setores – Comércio, Indústria da Transformação e Serviços.  O saldo positivo do Comércio chegou a 37.321 novos postos, alta de 0,42% em relação ao estoque de empregos de setembro. A Indústria de Transformação veio logo após, com 33.200 novas vagas no mês (+0,45%). E o setor de Serviços registrou 15.915 novos empregos formais (+0,09%). 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style