Segunda-Feira, 21 de Maio de 2018

Cotidiano


19/12/2017 - 00:00

Luisa Mell ganha guarda definitiva e 135 cães resgatados em Osasco poderão ser adotados

Animais sofriam maus tratos em canil clandestino e foram resgatados em 28 de setembro. Desde estão, estavam na ONG da ativista, mas só poderiam ser destinados à adoção após a concessão definitiva da guarda. Primeiro evento será em 20 de janeiro, no Morumbi Shopping
Por Redação
Osasco

Cães resgatado

Cães resgatado (Foto: Maranhão)
(cotidiano@webdiario.com.br)

O Instituto Luisa Mell conquistou a guarda definitiva dos cães que foram resgatados de um canil clandestino, em Osasco, onde sofriam mais tratos. Esse era o último passo que faltava para que a ONG, mantida pela ativista Luisa Mell, pudesse enviar os animais para adoção. Pelas redes sociais, nesta terça-feira, ela comemorou a decisão e já anunciou o primeiro evento de adoção. Será em 20 de janeiro, no Morumbi Shopping, na Capital. “Hoje, passados 81 dias desde o resgate de 135 animais daquele inferno em Osasco, a juíza Ana Mezher acabou de nos dar a guarda definitiva de todos os animais! Estou tão feliz que nenhum deles mais corre o risco de voltar para lá! Amigos, muitos ainda não estão prontos para adoção, mas já vamos começar a preparar eles e dia 20 de janeiro, teremos evento no MorumbiShopping, onde muitos deles estarão”, postou. Os animais foram resgatados no dia 28 de setembro, de um imóvel no Jardim Adalgiza. Os cães de diversas raças, dentre elas yorkshire, shitzu, labrador, pug e lhasa apso, eram mantidos em péssimo estado dentro da residência. Muitos apresentavam ferimentos e fraturas nas patas e até maxilares quebrados. Eles ficavam amontoados em cômodos cheios de fezes e urina e eram explorados para reprodução nessas condições. Também há suspeitas de que eles eram espancados, já que parte dos cães apresentava ferimentos. Desde o resgate  feito em parceria com a Delegacia do Meio Ambiente, após recebimento de denúncia anônima pela ONG, os animais estão abrigados no Instituto Luisa Mell.  Segundo ela, com as adoções também será possível fazer novos resgates. “Ficamos todo esse tempo arcando com custos altíssimos para mantê-los, diminuímos os resgates por questão do espaço físico, mas agora conseguiremos voltar a nossa rotina aos poucos Muito, muito obrigada a todos que torceram e obrigada a juíza que entendeu que eles sofriam lá e nos deu a guarda”, completou.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style