Quinta-Feira, 19 de Abril de 2018

Política


11/01/2018 - 00:00 - Atualizado em 11/01/2018 - 00:00

Osasco deve integrar mega apoio a Lula na Avenida Paulista

Em reunião realizada em Osasco, direção do PT decidiu não mais estimular participação de militantes em viagem a Porto Alegre
Por Leonardo Abrantes
Osasco

(política@webdiario.com.br)

Em reunião realizada na última quarta-feira, 10, no Sindicato dos Comerciários de Osasco, lideranças do PT da região Oeste da Grande São Paulo, como o ex-prefeito Emidio de Souza, membro da executiva nacional do PT, Aguimarães Caldas, presidente do PT de Osasco, e Valdir Roque, coordenador da Macrorregião do PT de Osasco, decidiram não estimular mais a viagem de militantes petistas das cidades do entorno a Porto Alegre. Inicialmente, o partido destinaria dois ônibus à capital gaúcha para acompanhar o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), dia 24, mas decidiram concentrar esforços em ato, na mesma data, na avenida Paulista. Lula deve participar.

Condenado a 9 anos e seis meses de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva, no julgamento do caso envolvendo a compra de um tríplex, no Guarujá, Lula tem recebido apoio constante não só dos militantes do PT. Muitos deles, inclusive de Osasco e região, decidiram ir a Porto Alegre para acompanhar o julgamento no TRF-4. Meta agora é reunir o maior número de adeptos na Paulista dia 24. Recentemente, um grupo de renomados juristas publicou um livro apontando que a condenação de Lula não tem embasamento jurídico e provas cabais. Lula tem liderado todas as pesquisas de intenção de voto para presidente. Mesmo que seja, novamente, condenado, o PT lançará Lula candidato este ano. Há dúbia interpretação sobre a inelegibilidade caso o TRF-4 mantenha a condenação. Independente do resultado, Lula continua no páreo e, a partir do dia 24, como pré-candidato oficial do PT.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style