Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018

Política


06/02/2018 - 00:00 - Atualizado em 06/02/2018 - 00:00

Câmara retoma trabalho com homenagem a irmão do prefeito

Por Juliana Oliveira
Barueri

Na justificativa ao decreto que concede a honraria, autor destacou a importância do trabalho de Toninho Furlan (foto) que, antes de assumir a Secretaria, iria para seu quarto mandato como vereador em Barueri.

Na justificativa ao decreto que concede a honraria, autor destacou a importância do trabalho de Toninho Furlan (foto) que, antes de assumir a Secretaria, iria para seu quarto mandato como vereador em Barueri. (Foto: Divulgação)
(politica@webdiario.com.br)

No retorno de um recesso de quase dois meses, os vereadores da Câmara Municipal de Barueri retomam os trabalhos legislativos sem a visita do prefeito Rubens Furlan e nenhum projeto pautado na ordem do dia. Durante a sessão, os parlamentares aprovaram 50 indicações e dois decretos legislativos de concessão de título de cidadão benemérito. Um foi para o secretário Toninho Furlan, irmão do chefe do Executivo, e o outro para o jogador Cafu.

Depois de toda a confusão e constrangimento causados em 2017 pela distribuição de títulos de cidadão benemérito concedidos de vereador para vereador, o tema, considerado banal diante das funções do Legislativo, voltou ao expediente. Na sessão de ontem, por exemplo, foi aprovado, sem nenhuma contrariedade, o decreto legislativo de autoria Zé Melo (PRB), que concede a honraria ao irmão do prefeito, vereador licenciado e atual titular da Secretaria de Suprimentos do Município, Toninho Furlan. Na justificativa o autor destacou a importância do trabalho de Toninho que, antes de assumir a Secretaria, iria para seu quarto mandato como vereador de Barueri.

“É uma pessoa dedicada e competente, que conquistou carinho e admiração de todos. Ele é um exemplo de gestor público”. Outro decreto legislativo aprovado em plenário de autoria do vereador Allan Miranda (PSDB), concede o título ao ex-jogador Cafu, pelo trabalho realizado na cidade pela Fundação Cafu, uma entidade sem fins lucrativos que oferece atendimento sócio educativo para cerca de 630 crianças e jovens de baixa renda com idades entre 4 a 17 anos e 11 meses e 279 pessoas acima de 18 anos, com cursos profissionalizantes. Na justificativa, o tucano ainda destaca as partidas beneficentes dos Amigos do Bem realizados anualmente e que arrecadam donativos para o Fundo Social de Solidariedade. 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style