Domingo, 17 de Junho de 2018

Cotidiano


12/06/2018 - 00:00 - Atualizado em 12/06/2018 - 00:00

Gripe já matou 71 este ano e vacinação termina sexta

Grande São Paulo imunizou 3,5 milhões pessoas desde o início da campanha, e ainda precisa vacinar 1,3 milhão até 15 de junho. Campanha está sendo realizada desde 23 de abril
Por Da redação
Osasco

(cotidiano@webdario.com.br)

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo alerta a população ainda não vacinada contra a gripe para comparecer aos postos da Grande São Paulo – que inclui Osasco e cidades vizinhas, além dos municípios do Alto Tietê, Grande ABC e as região de Franco da Rocha. A campanha termina nesta sexta-feira, dia 15, e cerca de 1,3 milhão de pessoas que residem nesses locais ainda precisam ser imunizadas. Das 4,8 milhões pessoas previstas na meta (de 90% da população-alvo), 3,5 milhões receberam as doses desde o início da campanha, em 23 de abril. O número abrange cerca de 1,7 milhão de idosos; 482,5 mil crianças; 92,5 mil gestantes, 25,8 mil puérperas (mães que tiveram filhos nos últimos 45 dias), entre outros.

A situação se repete em todo o Estado. A expectativa é vacinar 10,7 milhões de pessoas contra o vírus Influenza, o que corresponde à meta de 90% da população-alvo definida para a campanha. Até o momento, 8,5 milhões de paulistas foram vacinados em SP e ainda é preciso vacinar pelo menos 2,2 milhões de pessoas. O alerta especial é para crianças e grávidas, que ainda apresentam cobertura vacinal de 47% e 50%, respectivamente. “Para esses grupos tomar a vacina é especialmente importante para evitar complicações futuras, como pneumonia e internações hospitalares”, afirma a diretora de Imunização da Secretaria, Helena Sato.

“A vacina não provoca gripe em quem tomar a dose, já que é composta apenas de fragmentos do vírus que causam a devida proteção, mas são incapazes de causar a doença”, explica.  Segundo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), a vacina de 2018 prevê a população alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B. Eles causam o tipo mais grave de gripe, chamado de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Em 2018, até o momento, foram notificados 458 casos de SRAG no Estado de São Paulo atribuíveis ao vírus Influenza, causador de gripes, e 71 óbitos. No ano de 2017, foram 1.021 casos e 200 óbitos.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Vip Style