Segunda-Feira, 20 de Agosto de 2018

Política


08/08/2018 - 17:52 - Atualizado em 08/08/2018 - 00:00

Prefeito veta projeto que cria o Samu Animal em Osasco

"O projeto foi vetado por uma questão de vício de origem, mas já adianto que me comprometi a reapresentar projeto semelhante", disse Lins, referente ao PL apresentado por Ralfi
Por Juliana Oliveira / politica@webdiario.com.br
Osasco

O prefeito Rogério Lins (Podemos) vetou o projeto de lei de autoria do vereador Ralfi Silva (Podemos) que cria o SAMU Animal em Osasco. E, embora a proposta, aprovada pela Câmara em primeira e segunda discussões, tenha sido rejeitada por conter vício de iniciativa e representar aumento de despesa ao Executivo, o prefeito garantiu que vai apresentar projeto semelhante e compartilhar a paternidade com Ralfi. Mesmo sabendo que o Samu poderia demorar um pouco, já que dependia da inauguração do Hospital Municipal Veterinário, em maio passado, Ralficomemorava a aprovação do seu projeto e a sinalização do prefeito em transformar a matéria em lei, por isso, a decisão do veto pode ter sido uma banho de água fria na animação do parlamentar. Na tarde de terça, 7, o prefeito Lins, acompanhou a primeira sessão legislativa do segundo semestre, e aproveitou para tranquilizar o vereador.

“O projeto foi vetado por uma questão de vício de origem porque traz custos ao Executivo, mas já adianto que me comprometi a reapresentar projeto semelhante com a recomendação de dar o devido crédito ao vereador Ralfi”, disse. A proposta de Ralfi previa atendimento médico veterinário móvel, para cães e gatos, com emprego de vermifugação, vacinação e primeiros socorros. De acordo com o parlamentar, o serviço tinha como objetivo atender os primeiros socorros dos animais, executando procedimento simples, além de ministrar conteúdos relacionados a educação, conscientizando a população sobre a guarda responsável, zoonoses e saúde pública.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style