Segunda-Feira, 22 de Outubro de 2018

Política


10/08/2018 - 00:00 - Atualizado em 10/08/2018 - 00:00

Eu me senti enganado, diz Batista sobre Tiradentes

Triste com a repercussão do caso, parlamentar quebra silêncio, afirma que não pagou pela homenagem e que está acionando seu advogado para avaliar próximos passos
Por Juliana Oliveira / politica@webdiario.com.br
Osasco

Juliana Oliveira (politica@webdiario.com.br)

Juliana Oliveira (politica@webdiario.com.br) (Foto: Luciano Benazzi)
Batista Comunidade (PTdoB) foi da alegria à frustação depois de ter sido eleito pelo segundo ano consecutivo como um dos três “vereadores mais atuantes” de Osasco pelo“Instituto Tiradentes – A Política levada a sério”, de Minas Gerais, denunciado pelo Ministério Público por fraude. “Me senti enganado. Estou acionando meu advogado, que estava de férias, para avaliar os próximos passos”, disse em conversa com a reportagem do Diário. O parlamentar afirmou ainda que não pagou pela homenagem e não falou com ninguém antes porque estava com a agenda cheia de compromissos, fiscalizando e vistoriando obras.

Batista fez questão de esclarecer que em nenhuma das duas vezes que foi eleito não pagou nada para o Instituto. “Quando fui escolhido no meu primeiro mandato fiquei muito feliz, porque não sabia o que estava por traz disso. Achei normal ter ganho de novo, sem desmerecer outros vereadores, mas eu me considero muito atuante. Quando recebi a carta do Instituto fiquei tão feliz que fiz uma postagem na empolgação”. No domingo, logo após a reportagem do Fantástico, da Globo, denunciando o Instituto por fraude, ter ido ao ar, seu assessor excluiu a postagem.


“Nem tinha visto a reportagem, mas aí meu funcionário tirou e nem me comunicou, fiquei chateado porque na verdade eu queria fazer outra postagem para informar e esclarecer meu eleitor sobre os fatos”. No último dia 19 de julho, Batista correu as suas mídias sociais para comemorar o resultado de uma “pesquisa” do Instituto mineiro que o apontava pelo segunda vez como “um dos vereadores mais atuantes” de Osasco.  Os outros eram o presidente da Casa, ElissandroLindoso (PSDB) e Lúcia da Saúde (PSDC).

“É muito gratificante ter o seu trabalho reconhecido. Pela segunda vez sou eleito pelo Instituto Tiradentes um dos vereadores mais atuantes da cidade. Isso só me deixa mais motivado para continuar trabalhando cada dia mais. Obrigado a todos que acreditam no meu trabalho”. Ele divulgou um gráfico com o número de votos recebidos: Batista 364 votos; o primeiro Lindoso, com 451; e, a terceira, a vereadora Lúcia, que recebeu 344. Osparlamentares foram convidados a participar de um congresso e receber uma medalha.

Em sua página no facebook, o Instituto mineiro explica que as medalhas são concedidas aos vereadores, por suas atuações em defesa do bem-estar da população e são outorgadas pela entidade de acordo com pesquisa telefônica, que cita o nome de cada um dos vereadores.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style