Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018

Política


07/11/2018 - 00:00 - Atualizado em 07/11/2018 - 00:00

Isenção de IPTU a templos religiosos alugados aguarda votação há 2 meses

Além da isenção de IPTU, ficou para esta quinta a votação da proposta sobre o peso máximo do material escolar transportado pelos alunos da rede escolar pública e particular e o Dia da Telefonista no calendário oficial do município
Por Da redação / politica@webdiario.com.br
Osasco

Alex da Academia (PDT), autor do projeto que prevê a isenção de IPTU a templos religiosos alugados

Alex da Academia (PDT), autor do projeto que prevê a isenção de IPTU a templos religiosos alugados (Foto: Divulgação)
Com outra sessão da Câmara de Osasco encerrada mais cedo por falta de quórum, ficou mesmo para esta quinta-feira, 8, a votação de oito projetos em primeira discussão, sete em discussão única e 93 requerimentos. Dentre as propostas, que aguardam na Ordem do Dia, há dois meses para serem votadas, estão a isenção do ITPTU aos imóveis alugados para templos religiosos e o Dia da Telefonista.

Com a ausência de Elissandro Lindoso, a sessão de terça-feira foi presidida pelo vereador Ribamar Silva (PRP). Dos oito projetos que aguardam a votação em primeira discussão, desde o começo de setembro, quatro são de autoria do vereador Alex da Academia (PDT), o primeiro deles, talvez o mais polêmico, prevê a isenção do Imposto sobre a Propriedade Territorial Urbana (IPTU) aos imóveis, locados ou cedidos, a entidades religiosas, utilizados para a celebração de cultos religiosos.

Também ficou para esta quinta-feira, a proposta sobre o peso máximo do material escolar transportado diariamente pelos alunos da rede escolar pública e particular; assim como a obrigação dos postos de revenda de combustíveis de afixar nas bombas de combustíveis aviso informando da proibição do abastecimento após ser acionada a trava de segurança; e a inclusão do Dia da Telefonista no calendário oficial do município.

Outros dois de Josias da Juco (SD) deverão ser discutidos na próxima sessão, a inclusão no calendário oficial da ‘Semana da conscientização da proibição da comercialização de cerol, linha chilena ou semelhantes’ e a padronização dos modelos e cores dos uniformes da rede municipal de ensino escolar.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style