Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2018

Polícia

01/12/2018 - 00:00 - Atualizado em 01/12/2018 - 00:00

Cachorro de rua espancado no Carrefour teve as patas quebradas e sangrou muito antes de morrer

Segurança do hipermercado é principal suspeito. Caso será investigado por Delegacia de São Paulo e manifestantes em defesa dos animais fizeram protestos dentro do Carrefour
Por Da redação / policia@webdiario.com.br
Osasco

Cachorro de rua espancado no Carrefour teve as patas quebradas e sangrou muito antes de morrer

Cachorro de rua espancado no Carrefour teve as patas quebradas e sangrou muito antes de morrer (Foto: divulgação/facebook)
No começo da noite deste sábado, integrantes de ONGs que defendem os animais protestaram dentro do hipermercado Carrefour de Osasco. A manifestação foi decorrente da agressão que levou um cachorro de rua à morte, no último dia 28, dentro do local. Revoltados, os protetores gritavam em meio aos consumidores o que havia acontecido com o cãozinho, que teve as patas quebradas e, possivelmente, morreu em decorrência de hemorragia.

O delegado do Meio Ambiente de São Paulo, Bruno Lima, abriu inquérito para apurar o caso. Ele foi ao hipermercado e já ouviu duas testemunhas que presenciaram a tragédia. 
Integrantes da Ong Bendita Adoção contaram que o cão foi socorrido pela zoonoses de Osasco, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.
 
O vereador Ralfi Silva (Podemos), que na Câmara de Osasco defende os animais, declarou que irá solicitar imagens das câmeras da avenida dos Autonomistas e do estacionamento do Carrefour. Elas serão anexadas como provas ao inquérito. O prefeito Rogério Lins disse que irá acompanhar toda a investigação.
 
Em suas redes sociais, o Carrefour disse que repudia qualquer tipo de maus tratos aos animais e que irá acompanhar a investigação e está à disposição para esclarecer dúvidas. Segundo o hipermercado, o cachorro foi encontrado ferido e socorrido imediatamente à zoonose.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style