Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2018

Cotidiano


05/12/2018 - 00:00 - Atualizado em 05/12/2018 - 00:00

Morte de cão mobiliza de governador a prefeito

Todos cobram punição dos responsáveis. Além do governador Márcio França, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan; o deputado estadual eleito Emidio de Souza e vereadores de Osasco clamam por Justiça.
Por Juliana Oliveira / politica@webdiario.com.br
Região

O governador Márcio França e o seu cãozinho Tabule durante lançamento do programa Pet São Paulo, em junho deste ano

O governador Márcio França e o seu cãozinho Tabule durante lançamento do programa Pet São Paulo, em junho deste ano (Foto: Divulgação)
A morte de um cachorro espancado até a morte, no Carrefour Osasco, está repercutindo também no meio político. Na manhã desta quarta-feira, 5, o governador Márcio França (PSB) repudiou o ataque em suas redes sociais, assim como o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB) e o deputado estadual eleito, Emidio de Souza (PT). Já os vereadores Lucia da Saúde (DC), Pelé da Cândida e Ricardo Silva (PRB) usaram a tribuna da Câmara de Osasco para cobrar Justiça. O governador falou como ainda é doloroso ver que situações como esta, que aconteceu em um hipermercado, ainda ocorram nos dias de hoje.

“Criamos, este ano, no governo do estado de São Paulo, o Sistema Estadual de Defesa dos Animais Domésticos (SIEDAD), que está ligado à Subsecretaria da Defesa dos Animais. A iniciativa possui um serviço especializado da nossa Polícia Militar voltado à proteção de cães e gatos. Se você presenciar ocorrências como esta, não deixe de denunciar pelo Disque Denúncia Animal 0880 600 6428", publicou. Já o deputado estadual Emidio de Souza (PT) veio a publico manifestar apoio aos ativistas em repúdio ao assassinato do animal. “Abominável o fato ocorrido. A empresa e o funcionário devem ser exemplarmente punidos para que o fato nunca mais se repita, nem nessa loja, nem em qualquer lugar”.

O prefeito Rubens Furlan também fez um desabafo em suas redes sociais. “Me cortou o coração ouvir o que aconteceu com esse cachorrinho. Vamos tratar melhor as pessoas e os animais”. Na Câmara de Osasco, Ricardo Silva (PRB) apresentou moção de repúdio ao segurança do Carrefour, principal suspeito de espancar o cachorro. Pelé da Cândida (PSC) cobrou a averiguação dos fatos, mas pediu cautela quanto ao boicote do hipermercado. “Milhares de famílias dependem do emprego naquele local”. Já Lúcia da Saúde, acredita que o segurança tem que ser penalizado. “Sinto vontade de chorar ao imaginar o que esse canalha fez com o cãozinho”.
 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style