Quarta-Feira, 24 de Abril de 2019

Política


12/04/2019 - 00:00 - Atualizado em 12/04/2019 - 00:00

Projeto prevê atendimento psicológico gratuito a vítimas de violência

Por Por Juliana Oliveira / politica@webdiario.com.br
Osasco

A vereadora Lúcia da Saúde (SD) apresentou,  na Câmara de Osasco,  projeto de lei que institui o acompanhamento psicológico gratuito para mulheres vítimas de violência. Caso a proposta seja aprovada, o Poder Executivo terá prazo de 90 dias ,após a publicação, para regulamentar a norma, procedimento e planejamento do novo serviço. A matéria ainda não tem data para entrar na pauta de votações.  Na justificativa, a parlamentar destaca que o projeto tem como objetivo fazer com que as mulheres que sofrem qualquer forma de violência recebam do poder público o apoio necessário para enfrentar a situação, além de encorajá-las a denunciarem seus agressores.

“O acompanhamento psicológico para as mulheres vítimas de violência é de extrema importância. Sabemos que a Lei Maria da Penha, mesmo punindo o infrator, não atende, por si só, as necessidades e nem dá o apoio que a mulher necessita”, explica. Segundo ela, o  acompanhamento psicológico também dará um apoio necessário para a recuperação da autoestima e da saúde física e mental da vítima. “A assistência psicológica possibilitará que a mulher supere a situação de violência intrafamiliar e melhore o seu bem-estar psicossocial, a partir do surgimento de uma rede de apoio e da troca de experiências entre outras mulheres, também vítimas de violência”.  Lucia ainda explica que existem muitos casos de mulheres que se submetem a situações de violência intrafamiliar e não têm forças para reagir, denunciar ou buscar ajuda.

“No caso das mulheres maltratadas, o processo de responsabilização do agressor é essencial para o desenvolvimento da autonomia necessária para assumir e confrontar a violência e trabalhar os recursos para sair dessa situação”, completa.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style