Terça-Feira, 23 de Julho de 2019

Política


18/04/2019 - 00:00 - Atualizado em 18/04/2019 - 00:00

Neves quer acupuntura, homeopatia e fitoterapia na Saúde de Carapicuiba

Por Júlio Rezende / politica@webdiario.com.br
Carapicuíba

Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa (Foto: Divulgação)
A Câmara de Carapicuíba está analisando o projeto de autoria do Poder Executivo, que prevê a organização dos serviços médicos e odontológicos na cidade, e cria o Programa de Serviços de Terapias Complementares nas unidades de saúde e nos hospitais mantidos pelo poder público, ou com ele conveniados, com o fim de utilizar procedimentos cientificamente reconhecidos no Brasil ou no exterior.
 
Fazem parte desses métodos a Acupuntura, Homeopatia, Medicina Antroposófica, Fitoterapia e a Ozonioterapia, que são técnicas aplicadas em muitos países em ritmo acelerado, devido ao incremento da pesquisa, da biotecnologia e da utilização de novos equipamentos.“Esses são tratamentos complementares que podem ser incorporados ao sistema de saúde do Município de Carapicuíba com baixo custo e elevado grau de eficácia.
 
As experiências que outros países possuem nessas áreas e que ainda não foram incorporadas ao sistema de saúde brasileiro, devem ser vistas como uma alternativa privilegiada para incrementar o rol de procedimentos de saúde adotados na nossa cidade”, argumenta o prefeito Marcos Neves em sua justificativa encaminhada ao legislativo.
 
Para ele, é preciso que a administração pública esteja atenta e se modernize, desenvolvendo novos métodos para o atendimento da população. “Outro elemento fundamental para a necessidade de regulamentar os procedimentos utilizados de forma corrente em outros países é a possibilidade de reduzir as despesas do Município, na medida em que grande parte dos tratamentos complementares são de baixo custo, devidos à simplicidade dos seus insumos”, comenta.
 
O texto do projeto prevê também que a Secretaria da Saúde desenvolva protocolos para o atendimento em suas unidades desses procedimentos complementares. Além disso, a prefeitura também poderá firmar convênios e parcerias com clínicas particulares para a execução desses serviços.
 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style