Sexta-Feira, 20 de Setembro de 2019

Cotidiano


12/06/2019 - 00:00 - Atualizado em 12/06/2019 - 00:00

Trens da região estão entre os campeões de ambulantes

Por Da redação / cotidiano@webdiario.com.br
Região

Foram mais de 7 mil mercadorias recolhidas de camelôs somente este ano. Em todo o sistema, total de apreensões cresceu 17% em 3 anos

Foram mais de 7 mil mercadorias recolhidas de camelôs somente este ano. Em todo o sistema, total de apreensões cresceu 17% em 3 anos (Foto: Divulgação)
Vai um chocolate? Palavras cruzadas? Drops ou bala? Quem anda de trem já está acostumado a ouvir essas frases de vendedores ambulantes, que entram, a cada parada, nos vagões.  A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) está intensificando a fiscalização ao comercio ambulante, que é proibido nas composições. De janeiro a maio de 2019 foram registradas 33.303 apreensões, contra 15.343 no mesmo período de 2016, uma alta de 117%. Na comparação com os mesmos meses de 2018, a alta foi de 59% (de 20.901 para 33.303). A Linha 8-Diamante, que vai de Itapevi a Júlio Prestes, é a terceira com maior número de ocorrências.

Foram mais de 7 mil mercadorias apreendidas este ano.  A linha campeã de apreensões em 2019 foi a 7-Rubi (Luz/Jundiaí), com 9.428 casos. Na sequência está a 12-Safira (Brás/Calmon Viana), com 7.510. Os dados foram obtidos pelo canal Globonews. Segundo a CPTM, as rondas são diárias. A empresa alerta ainda que, além da venda ser proibida, parte dos produtos são originárias de outras ações criminosa, como roubos de cargas.  O infrator flagrado tem a mercadoria apreendida e perde o direito de viagem. Os produtos perecíveis, como iogurtes, sorvetes, etc. são destruídos no momento da apreensão.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style