Sábado, 21 de Setembro de 2019

Polícia

02/09/2019 - 00:00

Homem que matou mãe com serrote é condenado a 24 anos

Por Da Redação/cotidiano@webdiario.com.br
Osasco

Imagem de Henrique no dia em que foi preso

Imagem de Henrique no dia em que foi preso (Foto: reprodução/tv)
Foi condenado a 24 anos de prisão um rapaz acusado de ter matado a própria mãe, cortando seu pescoço com um serrote, em Osasco. O crime aconteceu em 2016, no Jardim Bandeiras, Zona Sul,  e ele já havia sido condenado pelo Tribunal do Júri em Osasco.

Após apresentação de recurso, a 16ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve júri e aumentou a pena, agora fixada em 24 anos de reclusão, em regime fechado, pelo crime de homicídio qualificado por feminicídio, motivo fútil, meio cruel e com emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima.

Edson Henrique da Silva é usuário de drogas e, segundo testemunhas, agredia constantemente a mãe. No dia do crime, ela havia dado um “basta” na situação e dito que iria interná-lo, o que deixou o homem transtornado. Ele a golpeou com uma faca, com um facão e com um serrote, tentando cortar o tórax, o braço e o pescoço da vítima. Depois, fugiu.

Vizinhos ouviram gritos e chamaram a polícia. Foi preciso arrombar a porta da casa e, ao entrarem, os policiais encontraram o corpo caído sobre a mesa de jantar, na sala, com o pescoço praticamente decepado.

Henrique foi preso poucos tempo depois, em rondas pela região.  Ele ainda estava com o tênis sujo de sangue.   

O relator do caso, desembargador Otávio de Almeida Toledo, ao aumentar da pena-base em 1/3, destacou “a forma brutal com que o delito foi praticado”. Ele ressaltou ainda relatos da filha da vítima – e irmã do réu – e de outras testemunhas caracterizando o rapaz como agressivo, insensível e descontrolado.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style