Sábado, 21 de Setembro de 2019

Cotidiano


03/09/2019 - 00:00

Com 1 morte e 82 casos, Osasco mantém vacinação nos postos

Por Da Redação/cotidiano@webdiario.com.br
Osasco

imagem ilustrativa

imagem ilustrativa (Foto: divulgação)
Com uma morte – de um bebê de quatro meses – e 82 casos confirmados de sarampo, a Prefeitura de Osasco reforça a necessidade de vacinação contra a doença. A campanha segue em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), de segunda a sexta-feira.

Podem ser imunizadas crianças a partir dos 6 meses, que também devem ser imunizadas de acordo com o calendário nacional ,que inclui ainda mais duas doses, aos 12 meses e 15 meses de vida.

Além disso, devem ser vacinados adolescentes sem registro de vacinação (com duas doses em intervalo mínimo de 30 dias). O mesmo é aplicado a adultos de 20 a 29 anos e profissionais da saúde. Já pessoas nascidas a partir de 1960, têm que ter uma dose.

 O último boletim da Secretaria de Saúde sobre o sarampo, divulgado na quinta-feira, dia 29, aponta ainda 661 notificações da doença, sendo 518 residentes na cidade. Desses casos, 287 continuam em investigação.

Já no caso da morte do bebê, ocorrida no Hospital Regional de Osasco, a secretaria informa que ele tinha antecedentes de problemas pulmonares, incluindo uso de antibióticos nas semanas antecedentes à infecção. Foi realizada vacinação de bloqueio na região onde a família da  garotinha reside.
 
Confira quem deve ser vacinado

6 meses - vacina não será válida para a rotina do calendário vacinal, devendo ser agendada uma nova dose aos 12 meses de idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas, e outra aos 15 meses
Adolescentes – sem registro de vacinação, devem tomar duas doses com intervalo de 30 dias. Já quem tomou uma dose, deve ser imunizado com a segunda.
Adultos de 20 a 29 anos e profissionais da saúde – duas doses com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses
Nascidos a partir de 1960 - uma dose

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style