Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019

Polícia

09/10/2019 - 00:00

PMs são homenageados por Doria por evitarem suicídio

Por Da Redação/policia@webdiario.com.br
Carapicuíba

PMs receberam certificados de "Policial Nota 10"

PMs receberam certificados de "Policial Nota 10" (Foto: divulgação)
Por terem evitado um suicídio, três policiais militares do 20º Batalhão da Polícia, sediado em Barueri, estiveram entre os homenageados pelo governador João Doria e pelo secretário da Segurança Pública, General João Camilo Pires de Campos, com o certificado “Policial Nota 10”, concedido na manhã desta quarta-feira, no Palácio dos Bandeirantes.

A premiação, que está em sua 9ª edição, é concedida mensalmente, a policiais militares, civis e da polícia técnica que se destacam em suas atividades.

O tenente Luis Olavo Campanhã Sant’Ana, o cabo Laerte Vilela da Silva Júnior e o soldado Júlio Cesar Carneiro Miranda s evitaram o suicídio de uma adolescente, de 14 anos, que ameaçava se jogar do viaduto Jorge Julian, na divisa entre Carapicuíba e Barueri. O caso aconteceu em 17 de setembro. 

Os policiais passavam pelo local, a caminho do batalhão, quando viram um tumulto. A garota estava no “parapeito” do viaduto e outros jovens tentavam fazê-la desistir da ideia de pular. Quando os policiais se aproximaram, ela ficou ainda a mais nervosa .

Nesse momento, uma mulher se aproximou. Ela pediu  para conversar com a menina, lhe deu um abraço e começou a falar sobre religião e Deus. Nesse momento, aproveitando-se da distração da garota, os policiais conseguiram imobilizá-la e levá-la para a calçada.

Chorando muito, ela pediu para que ligassem para um amigo da família, que morava próximo. Depois, acabou contando que havia sido abandonada pela mãe e que morava com avô, em Parelheiros, no extremo Sul da Capital. Além disso, reclamou que o pai não era presente.  A avó foi localizada e a garota foi encaminhada a atendimento médico.

Dentre os homenageados nessa edição também estiveram policiais, de todo o Estado, que atuaram em prisões de integrantes de organizações criminosas, traficantes e autores de crimes de tortura e roubo, além do salvamento de refém durante rebelião e de homem após tombar de moto aquática no litoral paulista. Foram reconhecidas ainda médicas-legistas pela contribuição na elaboração de laudos periciais, na coleta de materiais biológicos em casos de violência sexual, bem como na busca de familiares de cadáveres identificados, mas não reclamados.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style