Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019

Política


09/10/2019 - 00:00 - Atualizado em 09/10/2019 - 00:00

CCJ aprova crédito de R$296 milhões para obras

Desse total, R$ 25 milhões serão destinados a obras complementares, na malha viária, ao novo acesso da rodovia Castelo Branco a Osasco e R$ 24 milhões para a "Cidade da Polícia"
Por Juliana Oliveira / politica@webdiario.com.br
Osasco

CCJ aprova crédito de R$296 milhões para obras

CCJ aprova crédito de R$296 milhões para obras (Foto: Divulgação)
Avança na Câmara de Osasco projeto do prefeito de Osasco, Rogério Lins, que ampliou de R$146 milhões para R$296 milhões o pedido de crédito, junto à Caixa Econômica Federal, para financiar obras na cidade. O novo valor está previsto em projeto de lei substitutivo, encaminhado na última semana à Casa. A proposta recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara e deve ser votado nos próximos dias. Outra proposta de contratação de crédito com o mesmo valor, só que com o Banco do Brasil, também tramita na Casa.

Segundo o líder de Lins na Casa, vereador Toniolo (PCdoB), foram apresentados dois projetos, porém mesmo que os dois sejam aprovados na Casa, somente um deles será validado. A intenção é fechar negócio com o banco que ofertar menores juros. Desse total, R$ 25 milhões serão destinados a obras complementares, na malha viária da cidade, ao novo acesso da rodovia Castelo Branco a Osasco. O projeto, ainda em análise, prevê um viaduto com ligação direta à avenida Maria Campos.

Outros R$ 10 milhões vão custear a colocação de grama sintética em 8 campos de futebol. O projeto também prevê R$ 167 milhões para o programa Asfalto Novo, de recapeamento viário, e R$ 27 milhões para a construção de um viaduto de acesso ao conjunto habitacional Miguel Costa, em Quitaúna.

Além disso, R$ 24 milhões vão para a “Cidade da Polícia”, que será implantada na rua Iolanda Tredezini Mossi na Vila Yolanda, e vai incluir nova sede do Comando da Guarda Civil Municipal, a sede Delegacia Seccional de Polícia e delegacias especializadas da Polícia Civil como Defesa da Mulher, Entorpecentes, Crimes do Meio Ambiente, Proteção ao Idoso, Homicídios e Proteção à Pessoa. A operação de contração dos R$ 296 milhões será feita por meio do programa FINISA (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), na modalidade Apoio Financeiro, destinado à aplicação em despesas de capital.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style