Sábado, 07 de Dezembro de 2019

Política


14/11/2019 - 00:00

Vereadores querem PPP para reforma da rodoviária de Osasco

Nas parcerias público-privadas, empresas assumem as obras e, em contrapartida, passam a operar os serviços. Essa é a alternativa, segundo a Comissão de Obras da Câmara, para que a rodoviária passe por reforma
Por Juliana Oliveira/ politica@webdiario.com.br
Osasco

Rodoviária de Osasco funciona em espaço improvisado

Rodoviária de Osasco funciona em espaço improvisado (Foto: divulgação)
A situação da Rodoviária de Osasco, que vem funcionando, há quase três anos, em instalações improvisadas, voltou a ser tema de discussão durante a sessão desta quinta-feira da Câmara Municipal de Osasco.

A Comissão Permanente de Obras e Administração Pública, presidida pelo vereador De Paula (PSDB), apresentou duas sugestões para a revitalização do espaço. Uma delas é a inclusão de recursos, para a reforma, na Lei Orçamentária Anual, o que garantiria a realização das obras. E a segunda é a realização de uma Parceria Público Privada (PPP) para a recuperação do local.  

“São as nossas sugestões, porque as obras são urgentes”, afirmou De Paula.  Na maioria dos contratos de PPP, a iniciativa privada assume as obras e, em contrapartida, também o direito de exploração dos serviços. 

Em audiência pública, na última terça-feira, na Câmara, o secretário de Planejamento e Gestão, Bruno Mancini, afirmou que não estão previstos, no Orçamento de 2020 – cujo projeto de lei tramita atualmente no Legislativo – recursos para  a reforma do espaço.

Segundo ele, uma solução mais a longo prazo seria atrelar as obras á entrega da nova sede da Prefeitura, prevista para o início de 2020. Ela fica ao lado da rodoviária, que inclusive, teve parte de sua área, na gestão anterior, cedida para a construção, o que acabou levando às instalações improvisadas.

Essa não é a primeira vez que o tema é abordado em plenário. Na semana passada, uma moção de esclarecimento apresentada pelo vereador De Paula à prefeitura, envolvendo as condições da rodoviária ganhou adesão unânime dos vereadores. Os 21 parlamentares assinaram o documento enviado à prefeitura.

Além do autor, outros 7 vereadores foram à tribuna para falar sobre o tema e cobrar a reforma do espaço atual ou a construção de uma nova rodoviária. Eles lembraram que parte da estrutura atual foi desativada, na gestão passada, sob a promessa de mudança para o Km 21. Mas ela não foi concretizada.  Os ônibus intermunicipais e interestaduais param na rua para embarque e desembarque.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style