Terça-Feira, 07 de Julho de 2020

Política


14/11/2019 - 00:00 - Atualizado em 14/11/2019 - 00:00

Vereadores de Osasco querem mini-praças nas calçadas e vagas para carros

Conhecidos como "parklets" esses espaços enchem a cidade de charme. Neles são colocados bancos, floreiras, mesas, guarda-sóis e até aparelhos de exercícios físicos. São áreas de lazer móveis instaladas em vagas de carro para uso recreativo e artístico
Por Juliana Oliveira /politica@webdiario.com.br
Osasco

Vereadores querem mini-praças  nas calçadas de Osasco

Vereadores querem mini-praças nas calçadas de Osasco (Foto: imagem meramente ilustrativa)
Outro projeto que também começou a tramitar na Câmara de Osasco autoriza a instalação e uso de extensão temporária de passeio público chamado de “Parklet ”, trata-se de uma espécie de mini-praça com estrutura em deck nas calçadas. Esses espaços geralmentesão equipados com bancos, floreiras, mesas, cadeiras, guarda-sóis e aparelhos de exercícios físicos, são áreas de lazer móveis, instaladas em vagas de carro para o uso recreativo e artístico, com o objetivo de promover a ampliação da oferta de espaços públicos de convivência na cidade.

A proposta de autoria de Ricardo Silva (Republicanos) também recebeu a assinaturas de outros vereadores como o presidente da Casa, Ribamar Silva (sem partido), Ni da Pizzaria (Podemos), Pelé da Cândida (PSC), Alex da Academia (PDT) e Toniolo (PCdoB). De acordo com o texto, os “parklets”, poderão ser instalados sobre os espaços reservados para estacionamentos, nas vias e logradouros públicos que tenham velocidade máxima de 40 Km/h e que não apresentam trânsito intenso de veículos automotores.

Para Ricardo Silva, esses dispositivos promovem uma ampliaçãodos espaços públicos para lazer, convivência, descanso, espaço de leitura, recreação, permanência de pessoas e manifestações artísticas.  “O objetivo é tornar a cidade mais humana e amigável, com importantes espaços recreativos, incentivando os cidadãos e as comunidades a inclusão social,gerando incentivo ao transporte não motorizado, podendo ser um local disponível 24 horas por dia para promoção de convivência na rua”.