Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019

Cotidiano


02/12/2019 - 00:00 - Atualizado em 02/12/2019 - 00:00

414 mil estão imunizados contra o sarampo em Osasco

Por Da redação /cotidiano@webdiario.com.br
Osasco

Esse é o total de doses aplicadas, pela Saúde de Osasco, desde o início desse ano. Na segunda fase da campanha, encerrada no sábado, foram aplicadas 1,6 mil doses. Vacina continua disponível

Esse é o total de doses aplicadas, pela Saúde de Osasco, desde o início desse ano. Na segunda fase da campanha, encerrada no sábado, foram aplicadas 1,6 mil doses. Vacina continua disponível (Foto: Divulgação)
A campanha nacional de vacinação contra o sarampo foi encerrada no último sábado, com um Dia D para atendimento de jovens entre 20 e 29 anos. Mas, em Osasco, as doses continuam disponíveis em todos os postos de saúde.  De acordo com a prefeitura, a dose disponível é a SCR, que protege contra sarampo, caxumba e catapora e faz parte do calendário vacinal do adulto. Mas só devem tomar quem não tenha recebido duas doses.

A vacina contra os sarampo também precisa se aplicada em bebês a partir dos 6 meses de cidade, além de duas doses, aos 12 e 15 meses de vida. Desde janeiro, segundo dados da prefeitura, foram aplicadas 414.537 doses de vacina na cidade. Na segunda fase da campanha, entre 18 e 30 de novembro e que teve como público alvo jovens entre 20 e 29 anos,  foram aplicadas 1,6 mil doses. Já para a faixa de 1 ano de idade, a cobertura ultrapassou a meta e chegou a  108,6% das crianças.

Além disso, foram aplicadas mais de 7.961 como segunda dose. Entre as crianças de 2 a 5 anos  foram  2103 doses. Para a Faixa etária 15 a 29 anos, a cobertura vacinal durante as campanhas de 2019 foi de 50,7%. “Vale lembrar que um grande número de munícipes já estava vacinado de acordo com dados de cobertura vacinal de 1990 a  2004”, destacou a administração, em nota.

De acordo com mais recente boletim da Secretaria Estadual da Saúde, Osasco soma entre janeiro e 28 de novembro 234 casos confirmados de sarampo e dois óbitos causados pela doença. Em toda a região são 943 registros. Carapicuíba é a cidade com maior transmissão da doença. São 252 casos no total. Em Barueri, são 210, enquanto Itapevi soma 78.

Cotia vem logo atrás, com 75, seguida por Jandira, com 54. Santana de Parnaíba e Pirapora têm 38 e 2 registros, respectivamente. Ainda na região, houve um óbito em Itapevi.  Em todo o Estado, são 12,6 mil casos confirmados desde janeiro, dos quais 52% na Capital. A doença também já causou 14 mortes.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style