Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020

Polícia

09/01/2020 - 00:00 - Atualizado em 09/01/2020 - 00:00

Policial mata esposa a tiros e se suicida em seguida

Crime aconteceu próximo ao aniversário da esposa, que faria 32 anos no domingo. Suelma teria descoberto traição do marido e terminado o casamento. Daniel não queria a separação
Por Graciela Zabotto/policia@webdiario.com.br
Osasco

Crime aconteceu próximo ao aniversário da esposa, que faria 32 anos no domingo. Suelma teria descoberto traição do marido e terminado o casamento. Daniel não aceitava o término.

Crime aconteceu próximo ao aniversário da esposa, que faria 32 anos no domingo. Suelma teria descoberto traição do marido e terminado o casamento. Daniel não aceitava o término. (Foto: Divulgação)
Traição e ciúmes foram as razões que colocaram fim à vida de dois moradores de Osasco. O policial militar Daniel Piauí da Costa matou a esposa Suelma Oliveira com um tiro. Em seguida, o PM cometeu suicídio. Ambos morreram no local. O crime aconteceu por volta das 6 horas desta quinta-feira, 9, no Portal D’Oeste, em Osasco. Suelma faria 32 anos no próximo domingo, dia 12.

Segundo o Boletim de Ocorrência, a polícia recebeu a informação de que tiros tinham sido disparados dentre de um apartamento. Quando chegaram no local a equipe encontrou os corpos das vítimas na cozinha. O crime foi cometido com uma pistola calibre 40, arma que Daniel usava em serviço. Perícia preliminar indica que as vítimas não tinham lesões ou sinais de briga corporal ou defesa antes dos disparos.

O B.O. também registra que Suelma estava sentada na cadeira da cozinha e Daniel estava em pé, próximo a ela, no momento dos disparos. Aos policiais, vizinhos contaram que ouviram o casal discutir entre 5 e 6 horas da manhã. Em depoimento, o irmão de Suelma contou que a irmã havia terminado o relacionamento com Daniel, mas ele não aceitava o término e se negava a deixar o apartamento.

Suelma também teria confessado para mãe que Daniel tinha ameaçado se matar e, por três vezes, apontou a própria arma na cabeça. O objetivo era comover Suelma a reatar o casamento. A arma usada no crime pertencente à Polícia Militar. (Colaborou Tafu Macaé e Maranhão)
 
 
 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style