Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020

Cotidiano


13/02/2020 - 00:00

Prefeitura vai indenizar vítimas das enchentes em Osasco e aumentar Bolsa Aluguel para R$400

Segundo prefeito Rogério Lins, medidas visam atender emergencialmente famílias atingidas pelos alagamentos, já que isenção do IPTU só valeria, por lei, para o próximo ano. Vítimas das enchentes poderão fazer pedido de indenização à Secretaria de Assuntos Jurídicos, que vai analisar caso a caso. Aumento do Bolsa Aluguel também vale para quem já recebe o benefício
Por Da Redação/cotidiano@webdiario.com.br
Osasco

Pedidos de isenção serão analisados caso a caso

Pedidos de isenção serão analisados caso a caso (Foto: divulgação)
A Prefeitura de Osasco vai indenizar as famílias que tiveram perdas com as enchentes causas pelas chuvas da última segunda-feira. O anúncio foi feito pelo prefeito Rogério Lins na noite de quarta-feira, durante lançamento do Programa Acolher, que envolve uma série de medidas para atender as vítimas dos alagamentos.

Outro anúncio foi o de reajuste de R$300 para R$400 no valor do Bolsa Aluguel, benefício que é concedido a pessoas removidas de área de risco. O reajuste vale tanto para os atuais 1,5 mil beneficiários do programa quanto para as famílias que foram incluídas caso não possam voltar para suas casas em decorrência dos danos causados pelas enchentes desta semana. Dois projetos de lei, prevendo o reajuste e a concessão às novas famílias, serão enviados à Câmara Municipal ainda esta semana.  

Segundo Lins, a medida foi adotada para atender emergencialmente esses moradores, já que embora lei preveja também isenção de IPTU, ela só valeria a partir do próximo ano. O número de famílias nessa situação ainda está sendo levantado, segundo a prefeitura, pela Defesa Civil e pela Secretaria da Habitação.

Na segunda feira, após dois deslizamentos, 81 famílias foram removidas do Morro do Socó, área mais atingida pelas enchentes na cidade. A maioria está na casa de parentes, mas há pessoas abrigadas no CEU das Artes do Bonança, por não terem para onde ir. A área segue sob monitoramento, devido ao risco de novos deslizamentos.

Quanto aos pedidos de indenização, a orientação é que a pessoa procure a Secretaria de Assuntos Jurídicos apresentando comprovantes dos prejuízos. A pasta fica na própria prefeitura, na avenida Lázaro de Mello Brandão (antiga avenida Bussocaba, 300. Haverá avaliação caso a caso, para cálculo dos valores a serem ressarcidos.

Durante o lançamento do programa, Lins também anunciou que já foram arrecadados 319 eletrodomésticos (fogões e geladeiras), 12 toneladas de alimentos e material de higiene e limpeza. Ao todo serão beneficiadas 4.325 pessoas.

O site www.acolher.osasco.sp.gov.br traz informações às famílias sobre como obter ajuda e também orientações às pessoas que quiserem fazer doações.
 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Edição
Vip Style