Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020

Política


14/02/2020 - 00:00 - Atualizado em 14/02/2020 - 00:00

Justiça mantém intervenção no PSDB de Osasco e Lindoso segue presidente

Com a decisão, vereador Lindoso segue como presidente do diretório municipal. Mandado de segurança havia sido impetrado pelo diretório osasquense para que Silas Bortolosso voltasse ao comando do ninho tucano
Por Da redação/política@webdiario.com.br
Osasco

Justiça mantém intervenção no PSDB de Osasco e Lindoso segue presidente

Justiça mantém intervenção no PSDB de Osasco e Lindoso segue presidente (Foto: Divulgação)
Está mantida a intervenção do diretório estadual no PSDB de Osasco. A juíza Ana Luiza Goldman, da 28ª Vara Cível do Fórum do Tribunal de Justiça de São Paulo, negou pedido de mandato de segurança, impetrado pelo diretório municipal, pelo fim da intervenção, o que traria de volta à presidência o ex-prefeito Silas Bortolosso. Com a decisão, o vereador Lindoso, que pediu a intervenção, segue no comando do ninho tucano.

Fontes ligadas a Bortolosso afirmaram que, agora, o ex-prefeito deve entrar com recurso em duas frentes: na direção nacional do PSDB e no Tribunal de Justiça de São Paulo. Já o líder do PSDB na Câmara, vereador De Paula, só deve se pronunciar depois de ser notificado oficialmente da decisão da juíza. Em dezembro do ano passado, Lindoso teve o pedido de intervenção no PSDB de Osasco acatado pelo diretório estadual e assumiu a presidência do diretório municipal no lugar do ex-prefeito.

O pedido teve como base denúncia de traição partidária por parte de José Carlos Vido, integrante da Executiva do Partido e chefe de gabinete do prefeito Rogério Lins (Podemos) que teria apoiado, nas eleições de 2018, o candidato ao governo de São Paulo, Márcio França (PSB), ao invés de João Doria (PSDB).

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Edição
Vip Style