Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020

Cotidiano


14/02/2020 - 00:00 - Atualizado em 14/02/2020 - 00:00

Com 176 casos, sarampo tem "Dia D" de vacinação

Por Da redação/cotidiano@webdiario.com.br
Nacional

Com 176 casos, sarampo tem "Dia D" de vacinação

Com 176 casos, sarampo tem "Dia D" de vacinação (Foto: Divulgação)
Enquanto o coronavírus segue dominando as atenções quando se fala riscos de epidemia, o sarampo ficou um pouco esquecido. Mas a doença não vem dando trégua. Tanto que, este ano, já são 176 casos confirmados da doença em São Paulo. Nesse cenário, foi lançada, na segunda-feira, uma nova fase da campanha de vacinação, desta vez tendo como público alvo crianças e jovens com idade entre 5 e 19 anos que não tenham tenham sido imunizadas em fases anteriores.

Já neste sábado, acontece o “Dia D” de vacinação, com todos os postos de saúde abertos para atender os pais que não puderem procurar as unidades, durante a semana, para levar os filhos. Os postos também aplicarão vacina contra febre amarela em quem ainda não está imunizado, independente da idade. No caso da campanha do sarampo, que segue até 13 de março, será aplicada a  vacina tríplice viral, que  protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

O calendário nacional prevê a aplicação aos 12 meses e também aos 15 meses para reforço da imunização com a tetraviral, que protege também contra varicela. Para os bebês com 6 meses também devem receber a chamada “dose zero”, que não é contabilizada no calendário. Já o Programa Estadual de Imunização prevê que crianças e adultos, com idade entre um ano a 29 anos, devem ter duas doses da vacina contra o sarampo no calendário. Acima desta faixa, até 60 anos, é preciso ter uma dose. Não há indicação para pessoas com mais de 61 anos.

Entre os 176 casos de sarampo registrado este ano no Estado, não houve óbitos. Já em 2019 foram 17.428 casos registrados e 14 mortes decorrentes de complicações pelo sarampo, incluindo duas em Osasco e uma em Itapevi. No caso da febre amarela, a vacina será aplicada para pessoas a partir de 9 meses. A dose pode ser aplicada simultaneamente com a tríplice viral, caso haja necessidade, em pessoas a partir de 2 anos de idade.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Edição
Vip Style