Terça-Feira, 07 de Julho de 2020

Política


17/03/2020 - 00:00 - Atualizado em 17/03/2020 - 00:00

"TRE suspendeu impedimento em minha intenção de disputar a eleição", anuncia Furlan

Por Graciela Zabotto/politica@webdiario.com.br
barueri

Prefeito de Barueri comemorou a decisão nas redes sociais.

Prefeito de Barueri comemorou a decisão nas redes sociais. (Foto: Renato Silvestre)
O prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), anunciou nessa segunda-feira, 16, em suas redes sociais, a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo que o autoriza a manter sua pré-candidatura à reeleição nas eleições de outubro. “Quero compartilhar toda minha felicidade com vocês! Acabo de receber a notícia de que a presidência do TRE-SP suspendeu qualquer impedimento à minha intenção de disputar a próxima eleição para a Prefeitura de Barueri.

Agradeço a Deus por, durante todo esse tempo, ter preservado em mim a plena confiança na Justiça e novamente me dar a oportunidade de concorrer à reeleição como prefeito dessa cidade que eu tanto amo! Obrigado a todos", postou. Em 2011 uma denúncia ao Ministério Público Eleitoral (MPE) acusou o prefeito de antecipação de campanha. Na acusação, Rubens Furlan poderia ter utilizado eventos na cidade com a intenção de promover Carlos Zicardi e Cilene Bittencourt, que sairiam candidatos a prefeito e vice, respectivamente, em 2012, apoiados por Furlan.
 
Segundo publicado no site de notícias Barueri na Rede, os promotores eleitorais afirmaram que Furlan desviou a finalidade de três atos públicos organizados pela prefeitura para favorecer seus aliados: a entrega de kits esportivos no ginásio José Corrêa (8/8/2011); o programa Nosso Abraço, de qualificação de servidores municipais (de 29/9 a 8/9/2011); e a celebração do centenário da Assembleia de Deus, na Arena Barueri (15/11/2011).

Nos três casos, o MPE entendeu que Furlan cometeu abuso de poder político, usou bens públicos para promover candidatos e distribuiu bens gratuitamente custeados pelo dinheiro público. Em 2012, os apoiados por Furlan foram derrotados pelo então candidato a prefeito, Gil Arantes, que governou Barueri até 2016. Naquele ano, Furlan disputou a eleição e voltou a ocupar a cadeira do Poder Executivo.