Terça-Feira, 07 de Julho de 2020

Cotidiano


19/03/2020 - 00:00 - Atualizado em 19/03/2020 - 00:00

Mais 2 Pronto Socorros vão atender suspeitas de coronavírus

Emergências serão atendidas nos PS do Helena Maria e Santo Antônio, a partir do dia 27. Lins estima que picos de casos da doença aconteçam entre 2 e 3 semanas em Osasco
Por Erica Celestini/cotidiano@webdiario.com.br
Osasco

Prefeito de Osasco, Rogério Lins, acredita que pico de números de casos emergenciais de coronavírus deva acontecer entre duas e três semanas

Prefeito de Osasco, Rogério Lins, acredita que pico de números de casos emergenciais de coronavírus deva acontecer entre duas e três semanas (Foto: Divulgação)
Para atender um pico de números de casos emergenciais de coronavírus, que deve acontecer entre duas e três semanas, segundo o prefeito Rogério Lins, a rede municipal de Saúde de Osasco vai contar com 10 unidades de referência para atendimento da população, além das UPAs e do Hospital Antônio Giglio, que já vem realizado esse tipo de conduta.

A partir do dia 27, as urgências e emergências terão atendimento, 24 horas, nos Pronto Socorros Conrado Nuvolini, no Santo Antônio – que será reaberto após reforma -  e Osmar Mesquita, no Helena Maria. Além disso, 6 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e o CAI (Centro de Atenção ao Idoso) serão destacados para atendimentos durante a semana.

Já as crianças e adolescentes que apresentarem sintomas deverão ser levadas ao Centro Edmundo Burjato, também conhecido como Escola Especial, no Bela Vista. As UBS serão divulgadas posteriormente.

Segundo Lins, os Pronto Socorros vão contar inclusive com leitos equipados com respiradores. O prefeito anunciou também que em cerca de 20 dias devem ser abertos os 40 novos leitos do Pronto Socorro do Jardim D´Abril.