Terça-Feira, 07 de Julho de 2020

Cotidiano


19/03/2020 - 00:00

Com 17 casos de coronavírus em Osasco, Lins decreta o fechamento do comércio

Segundo prefeito, decreto será assinado ainda hoje, obrigando o fechamento de todo comércio "não essencial". Ele também pediu apoio da população, para que não saia às compras de forma desnecessária. "O momento é de cautela e de preocupação. Estamos registrando uma transmissão muito rápida", ressaltou. Ele divulgou ainda bairros onde há casos da doença. Confira quais são:
Por Erica Celestini/cotidiano@webdiario.com.br
OSASCO

Prefeitura recomenda fechamento de todo comércio, principalmente no Centro

Prefeitura recomenda fechamento de todo comércio, principalmente no Centro (Foto: caio henrique)
Até ontem, era uma recomendação. Mas, agora, será obrigatório. Todo comércio não essencial de Osasco - incluindo shopping centers e lojas do Calçadão - devem fechar as portas. O anúncio foi feito pelo prefeito Rogério Lins no início da tarde desta sexta-feira, em transmissão pelas redes sociais. Segundo ele, o decreto com a proibição será assinado e publicado na Imprensa Oficial ainda hoje.

Já na noite de quinta-feira, em outra live, o prefeito havia anunciado que, em 24 horas, o cenário epidemiológico de coronavírus em Osasco passou de 4 casos “potencialmente confirmados” – com resultado positivo na rede particular mas aguardando contraprova do Instituto Adolfo Lutz – para 5 casos confirmados e 12 aguardando contraprova, o que deve elevar o número para 17 nas próximas horas. Já os casos suspeitos passaram de 91 para 158 no mesmo período

Segundo ele, dentre os casos “potencialmente confirmados”, há 3 no Jardim Veloso, 3 no Santo Antônio e 2 no Rochdale. Já os bairros do Helena Maria, City Bussocaba, Bandeiras, Km 18, São Pedro, Vila Yara, Jardim Wilson, Bussocaba e Umuarama têm um caso cada. Todos os pacientes estão bem e em isolamento domiciliar.

Lins citou a velocidade de transmissão da doença para anunciar a recomendação de fechamento de todo comércio "não essencial" da cidade “Teve shopping, por exemplo, que já fechou. Outros estão se reorganizando. Mas alguns não estão atendendo as recomendações. Por isso, queria reforçar à população que não saia às ruas se não for extremamente necessário. Com isso, o comércio vai acabar atendendo à recomendação”, completou.

Ele fez ainda um apelo à população para que evite sair às ruas para fazer compras desnecessárias e não vá a comercios que insistirem em permanecer abertos. “O momento é de cautela e de preocupação. Estamos registrando uma transmissão muito rápida”, ressaltou.

Outra medida anunciada por Lins, para conter a transmissão da doença, é a suspensão do atendimento presencial nos serviços públicos municipais, incluindo a sede da prefeitura. “Vamos manter o atendimento on line e por telefone. Mas só os essenciais, como saúde e segurança, serão mantidos com atendimento ao público”, completou

Ele reforçou ainda o anúncio de que os Pronto Socorros do Santo Antônio e do Helena Maria irão atender exclusivamente casos suspeitos de coronavírus a partir do dia 27. Além disso, o CAI, em Presidente Altino, prestará atendimento a moradores de rua com suspeita de contaminação.

Com a suspensão das aulas, a partir de segunda-feira, dia 23, as escolas da rede municipal ficarão fechadas. A prefeitura fez ainda um levantamento de famílias que precisarão de complementar alimentar das crianças, devido à falta da merenda, e vai destinar kits de alimentos para que as refeições sejam preparadas em casa.