Terça-Feira, 31 de Março de 2020

Cotidiano


20/03/2020 - 00:00 - Atualizado em 20/03/2020 - 00:00

Prefeitos divergem sobre fechamento do comércio na região

Barueri orientou o fechamento, mas não decretou. Em Carapicuíba a situação está sob análise. Já Osasco, Parnaíba, Itapevi e Jandira determinaram o fechamento do comércio não essencial
Por Erica Celestini/cotidiano@webdiario.com.br
Região

Osasco e Parnaíba determinaram fechamento das lojas. Barueri fez recomendação. E Carapicuíba estuda medida . Mas um apelo é comum, para que a população evite sair de casa de forma desnecessária

Osasco e Parnaíba determinaram fechamento das lojas. Barueri fez recomendação. E Carapicuíba estuda medida . Mas um apelo é comum, para que a população evite sair de casa de forma desnecessária (Foto: Caio Henrique)
O fechamento do comércio como forma de combater a transmissão do novo coronavírus (Covid-19)  é uma decisão que divide os prefeitos da região. O assunto começou a ser discutido depois que, na última quarta-feira, o governador João Doria recomendou o fechamento de todos os shoppings centers e academia de ginástica na Grande São Paulo. No mesmo dia, o prefeito da Capital, Bruno Covas, determinou o fechamento de todos os estabelecimentos considerados “não essenciais”, como os que vendem alimentos e medicamentos.

Em Osasco, o prefeito Rogério Lins havia anunciado, na noite de quinta-feira, uma recomendação para o fechamento também das lojas de rua, com as do Calçadão da rua Antônio Agu. Já nesta sexta-feira, ele anunciou que assinaria decreto determinando o fechamento do comércio “não essencial”. 

“Peço inclusive que a população nos ajude, denunciando, que nós vamos mandar fiscalizar. Mas a melhor forma de contribuir para que o comércio fique fechado é a gente não frequentando. As pessoas só devem sair em caso de necessidade, de urgência. Não é momento de ficar passeando em shopping, no Calçadão”, afirmou.

Outras prefeituras que determinaram o fechamento do comércio foram as de Santana de Parnaíba, Itapevi e Jandira. Em Parnaíba, a partir de segunda-feira, só estão autorizados a funcionar supermercados, padarias, farmácias, postos de gasolina, lojas de conveniência e de produtos para animais.

Em pronunciamentos nesta sexta-feira, pelas redes sociais, os prefeitos Rubens Furlan, de Barueri, e Marcos Neves, de Carapicuíba, também abordaram o tema.

Furlan afirmou que, em Barueri, há orientação para o fechamento do comércio, mas pediu que a população não saia às ruas para compras desnecessárias. Já Marcos  Neves anunciou que a proibição está em estudo pela prefeitura. “Devemos anunciar nos próximos dias. Precisamos adotar medidas de prevenção, mas que não prejudiquem os comerciantes”, afirmou.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Edição
Vip Style