Domingo, 24 de Maio de 2020

Cotidiano


23/03/2020 - 00:00

Montamos uma mega estrutura de UTI no Hospital Antônio Giglio, afirma Lins

Segundo prefeito, leitos equipados com respiradores, para atender casos mais graves de coronavírus, ocupam um andar inteiro. Cidade soma 7 casos confirmados e outros 489 suspeitos. Pronto Socorros do Helena Maria e Santo Antônio também vão contar com leitos e respiradores e começam a atender na sexta-feira
Por Erica Celestini/cotidiano@webdiario.com.br
OSASCO

Médicos do hospital também foram treinados para atender os casos

Médicos do hospital também foram treinados para atender os casos (Foto: divulgação)
O número de casos confirmados de coronavírus em Osasco subiu de 6 para 7 entre domingo e segunda-feira. A cidade soma ainda 489 registros suspeitos e não tem óbitos causados pela doença. O boletim epidemiológico foi divulgado na noite de hoje pelo prefeito Rogério Lins.

Em transmissão pelas redes sociais, ele também anunciou novas ações adotadas para ampliar os leitos de UTI na rede municipal, visando atender pessoas que apresentem quadro mais grave da doença. Segundo Lins, embora muitas pessoas tenham sugerido seguir exemplo de outras cidades e construir leitos em espaços públicos, como estádios, a medida não deverá ser adotada em Osasco.
 
“Não adianta montar uma estrutura física e não ter profissionais e aparelhos para atendimento. Estamos montando todos o atendimento para o coronavírus locais específicos para a saúde. Tudo pensado por infectologistas e epidemiologistas. No Hopital Antônio Giglio, montamos uma mega estrutura de UTI, pegamos um andar inteiro, com respiradores, monitores e profissionais treinados”, detalhou.

Lins também destacou que a partir de sexta-feira, dia 27, os Pronto Socorros do Helena Maria e do Santo Antônio passam a funcionar como centros de referência para atendimentos de casos da doença. “Nessas unidades, todos os leitos também terão respiradores e contaremos com tomógrafos, enfim, toda a infraestrutura para acolher adequadamente os pacientes”, afirmou.

Outro tema abordado pelo prefeito foram doações feitas por empresários da cidade. Um deles, que pediu anonimato, disponibilizou quartos de hotel para uso durante a pandemia. “Esses quartos serão usados para acolher profissionais da saúde, onde eles poderão descansar um pouco, já que estão trabalhando direito. Mas também, se for necessário, vamos usá-los para abrigar pessoas que não estejam em quadro grave, mas precisem de isolamento”, detalhou.

Vip Style