Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020

Política


25/03/2020 - 00:00

Para advogados da saúde, fala de Bolsonaro pelo fim do isolamento foi "irresponsável"

Por Da redação/politica@webdiario.com.br

Presidente criticou medidas de isolamento adotadas por prefeitos e  governadores

Presidente criticou medidas de isolamento adotadas por prefeitos e governadores (Foto: divulgação)
A Associação Brasileira de Advogados da Saúde (Abras) divulgou nota de  repúdio  ao  pronunciamento  do presidente da República, Jair Bolsonaro, em rede nacional na noite de terça-feira, a respeito da pandemia do Covid-19.

Em sua fala, Bolsonaro criticou o fechamento de comércio e escolas, adotado em vários estados. Ele defendeu a reabertura para não haver prejuízo na economia e afirmou ainda que a doença é grave apenas entre pessoas com mais de 60 anos.

“Como juristas e defensores do direito constitucional fundamental à saúde e do Sistema Único  de  Saúde  –  SUS,  consideramos  o  pronunciamento  absolutamente  irresponsável  por contrariar  a  todos  os  protocolos  clínicos  e  científicos  reconhecidos  e  recomendados  pela Organização Mundial da Saúde durante a pandemia”, afirmou a entidade, na nota.

Outro repúdio foi quanto à “desautorização  presidencial”  a  respeito  das  medidas  de  prevenção  e contenção adotadas pelo Ministério da Saúde e governos estaduais e municiopais “ao sugerir a volta às aulas e a infeliz comparação pessoal frente a realidade da maioria dos idosos brasileiros”.

Segundo a Apas, “trata-se do interesse coletivo em proteger nossas vidas e a preocupante economia do País ainda  não  transcende  a  nossa  existência  nesse  momento  crítico  que  assola  o  mundo”.

De acordo com a associação, o pronunciamento não foi o que se espera do representante da Nação leito “que demonstra despreparo para lidar com a situação de calamidade pública que se instalou”.

Os advogados de saúde reforçam ainda apoio ao ministro da Saúde, Luiz  Henrique  Mandetta, “por  não  medir  esforços  em  respeitar  os  protocolos  clínicos  e científicos  recomendados  pela  Organização  Mundial  de  Saúde,  por  respeitar  as  nossas  autoridades sanitárias e, principalmente, por  todos os profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate ao Covid-19”.

Vip Style