Elon Musk afirma que não pratica sexo há tempos e Maraisa se anima: ‘Vem me conhecer’

 Elon Musk afirma que não pratica sexo há tempos e Maraisa se anima: ‘Vem me conhecer’

Divulgação

Bastou o bilionário Elon Musk afirmar que “não faz sexo há séculos”, na segunda-feira, 25 de julho, para que a cantora Maraisa, irmã de Maiara, se pronunciasse e se colocasse à disposição do querido.

 

Em seu perfil no Twitter, a cantora sertaneja compartilhou uma foto de Musk destacando a frase dita por ele e aproveitou para demonstrar seu interesse no fundador da Tesla e da SpaceX.

 

“Lonlon, temos muitas coisas em comum sabia?! Você tinha que vir aqui pro Brasil me conhecer! Mas com que jeito, né? Você tá sempre trabalhando e eu também… difícil…”, escreveu a cantora, marcando o perfil de Elon Musk na rede social.

 

Essa não foi a primeira investida da irmã de Maiara no bilionário. Em maio deste ano, a cantora sertaneja já havia jogado charme pra ele, também no Twitter, rede social que o bilionário tentou comprar, mas desistiu.

 

Na ocasião, a artista disse que havia perdido uma oportunidade de encontrar com Elon. Ele esteve no Brasil para um encontro com o presidente Jair Bolsonaro.]

 

TALARICO?
A declaração da abstinência de sexo não foi por acaso. Elon Musk tem sido acusado de se envolver com a mulher de seu amigo. Boatos dão conta que ele teria se envolvido com Nicole Shanahan, ex-mulher do co-fundador do Google Sergey Brin.

 

O jornal “Wall Street Journal” afirma que Elon e Nicole Shanahan teriam se encontrado durante o evento Art Basel, em Miami. Sergey e Nicole já estavam separados, mas ainda moravam juntos quando o suposto affair aconteceu. Ao negar o tititi, o bilionário soltou a frase que chamou à atenção de Maraisa.

 

“Isso é uma besteira total. Sergey e eu somos amigos e estávamos juntos em uma festa na noite passada! Em três anos, vi Nicole apenas duas vezes — em ambas as ocasiões, com muitas pessoas ao redor. Nada romântico”, disse Musk, emendando que “não faz sexo há séculos”.
(ofuxico.com.br)

Da Redação