Acusado de pedofilia, filme de Gentili desperta ira de herdeira do SBT

 Acusado de pedofilia, filme de Gentili desperta ira de herdeira do SBT

Montagem/Metropoles

A onda de indignação causada em torno de cenas do longa Como se Tornar o Pior Aluno da Escola chegou à alta cúpula do SBT. Daniela Beyruti, uma das filhas de Silvio Santos, que atua na direção da emissora, usou o Instagram nesta segunda (14/3) para criticar duramente a produção protagonizada por uma das estrelas do canal, Danilo Gentili.

“Nojo de quem escreveu, nojo de quem produziu, nojo de quem dirigiu, nojo de quem atuou!”, escreveu a executiva, indignada com a cena em que o personagem interpretado por Fábio Porchat propõe que dois meninos, menores de idade, o masturbem.

“Como pactuar com algo assim? Pedofilia! Abuso sexual! Abuso de autoridade! Que perverso. Que triste”, completa Daniela, indignada com a cena que tem provocado muitas críticas desde o domingo (13/3).

No longa, Porchat interpreta um pedófilo, Cristiano. A abordagem aos garotos não é nada sutil. Mediando um conflito entre os meninos, o homem diz: “Vamos esquecer isso tudo, deixar isso de lado? A gente esquece o que aconteceu e, em troca, vocês batem uma punheta pro tio”.

Como se Tornar o Pior Aluno da Escola foi lançando há cinco anos, em 2017 e estreou recentemente na Netflix. Políticos da base de apoio ao governo federal têm tecido duras críticas ao longa e prometem entrar na Justiça para que a produção seja retirada do ar.

O filme é baseado no livro homônimo escrito por Danilo Gentili. A comédia tem roteiro de Fabrício Bittar, que também responde pela direção do longa, Danilo Gentili e André Catarinacho. Na história, Gentili interpreta Danilo, o autor de um manual que ensina crianças a serem o pior aluno da escola. (com www.metropoles.com)

Da Redação