Alckmin diz que aumentar salário mínimo será prioridade

Geraldo Alckmin, pré-candidato a vice-presidente na chapa de Lula, esteve em Osasco na noite de terça-feira (21) onde participou de um encontro regional com lideranças do PSB. Ao Diário, Alckmin disse que é necessário reconstruir o Brasil. Dentre os pontos citados, o ex-governador de São Paulo ressaltou o valor do salário mínimo.

“No último do ano do presidente Lula o salário mínimo teve uma valorização de 74%. Precisamos melhorar o salário mínimo. 70% dos aposentados e pensionistas vivem com um salário. Pela primeira vez na história do Brasil o governo reduziu o salário mínimo”. Hoje o salário mínimo nacional é R$ 1.212,00.

Ele também falou sobre a inflação. “A inflação não é socialmente neutra. Ela prejudica muito mais o assalariado do que o rico porque o rico se protege da inflação, então precisamos controlar a inflação e fazer a economia crescer”.

Uma reportagem publicada pelo portal Uol, no mês passado, apontou que a alta de preços no Brasil atingiu praticamente oito de cada dez produtos que compõem o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), o indicador oficial de inflação. O IPCA atingiu 1,06% em abril, a maior taxa para o mês desde 1996. Um reflexo do índice de difusão para o dia a dia das famílias é a dificuldade cada vez maior de fugir da alta de preços quando elas vão às compras.

Graciela Zabotto