• 30/11/2020

Ana Paula Rossi descarta secretaria mas não presidência

 Ana Paula Rossi descarta secretaria mas não presidência

(Foto Mari Magdesian)

A Câmara de Osasco pode ter, pela primeira vez, uma presidente. Isso porque a vereadora reeleita Ana Paula Rossi (PL) não descartou a possibilidade de disputar o posto de ‘chefia’ da Mesa Diretora.

“Gosto muito de desafios e estou à disposição”, declarou durante coletiva de imprensa na quarta-feira (18), mas foi cautelosa: “Acho que nenhum vereador descarta nenhuma possibilidade. Mas isso ainda não está em discussão na Câmara, pelo menos não da minha parte. Até mesmo porque o nosso presidente está internado”, disse fazendo referência ao vereador Ribamar, diagnosticado com Covid-19 na terça-feira (17).

Já quanto a possibilidade de voltar para a secretaria da Educação a parlamentar foi bem clara: quer continuar na cadeira do Legislativo. “Acho que em time que está ganhando não se mexe. A secretaria da Educação tem sido muito bem conduzida pelo secretário Tostes e pela secretária adjunta Izilda. Eu pretendo dar continuidade aos meus trabalhos na Câmara Municipal”.

Durante a coletiva, Ana Paula, que é presidente municipal do PL, ressaltou o crescimento do partido nessas eleições. Se em 2016 a legenda conquistou 18 mil votos, no último domingo foram quase 25 mil. “Estou muito feliz com o desempenho do nosso partido. Desta vez conquistamos duas cadeiras na Câmara Municipal. Não tenho dúvida que o PL sai muito fortalecido desta eleição”.  Além de Ana Paula o PL reelegeu Rogério Santos (2.475) e segue com dois suplentes: Rodrigo Gansinho, com 2.461 votos; e Alexandre Capriotti, com 1.976 votos.